Web Summit retorna com um evento presencial para se aprofundar em cripto, DeFi e NFTs

A maior conferência global de tecnologia Web Summit está de volta a Portugal com um evento presencial para mergulhar no mundo das fintech e criptomoedas.

Em 1º de novembro, o Web Summit 2021 terá início em Lisboa, a primeira conferência física do Web Summit desde o início da pandemia COVID-19. O evento cobre tópicos de criptomoedas a geopolítica e deve reunir 40.000 participantes, até 4 de novembro.

Cripto é parte integral do Web Summit

A especialista em fintech da Web Summit, Shauna Kiely, disse ao Cointelegraph que a indústria de cripto emergiu como um dos tópicos mais discutidos da conferência nos últimos anos, amplamente coberto na fase de fintech da Web Summit MoneyConf:

“Nossos eventos mudam ano após ano, mas a única área que permanece atual é cripto. Vimos uma grande mudança no mundo das fintech de várias moedas digitais diferentes e finanças descentralizadas para o lançamento de tokens não fungíveis e a questão de quão sustentável o mercado cripto realmente é para o meio ambiente. ”

O Web Summit apresentou um grande número de painéis, palestras e atividades relacionadas a criptomoedas e blockchain nos últimos anos, apresentando os principais palestrantes da indústria, como o cofundador da Ethereum Joseph Lubin, o cofundador da Revolut Nikolay Storonsky, o defensor de cripto Akon e outros.

Em uma entrevista online para o Web Summit no ano passado, o CEO do PayPal, Dan Schulman, previu que as moedas digitais se tornarão mainstream um dia. O principal provedor de dados de blockchain e carteira Blockchain.com fez um sorteio de US$ 100.000 na blockchain Stellar no Web Summit 2018.

Agenda de cripto e blockchain do Web Summit 2021

A próxima conferência Web Summit reunirá executivos de grandes empresas e plataformas da indústria de cripto, incluindo palestrantes do fornecedor de carteira hardware de criptomoedas Ledger, a plataforma de contrato inteligente Tezos e o navegador descentralizado Brave.

Em 2 de novembro, o veterano investidor em criptomoedas Tim Draper discutirá questões de investimento em cripto com a cofundadora da Tezos, Kathleen Breitman, e o CEO da Ledger, Pascal Gauthier. Breitman também tratará da mineração de cripto no contexto das preocupações ambientais globais com o CEO da BitGreen, Adam Carver. Em 4 de novembro, o CEO da Brave, Brendan Eich, falará sobre a web descentralizada e os recursos do blockchain para proteger os dados do usuário.

O próximo evento do Web Summit também apresentará questões relacionadas a tokens não-fungíveis (NFT) e finanças descentralizadas (DeFi).

Em 4 de novembro, a premiada estrela do rap e música Tinie Tempah discutirá o impacto dos NFTs no negócio da música moderna. Nicolas Julia, co-fundador e CEO do jogo de futebol de fantasia baseado em blockchain Sorare, também falará sobre NFTs na indústria do entretenimento. Illia Polosukhin, cofundadora da plataforma DeFi Near Protocol, falará sobre a descentralização da internet viabilizada pela tecnologia blockchain.

Alguns dos principais palestrantes do Web Summit 2021, como o inventor da World Wide Web Sir Tim Berners-Lee, poderiam ter algo a dizer sobre a indústria de cripto. Em julho de 2021, ele vendeu um NFT do código-fonte da web por US$ 5,4 milhões na casa de leilões de belas artes Sotheby’s. Berners-Lee discutirá a próxima era da web durante um painel de discussão em 4 de novembro.

A editora-chefe do Cointelegraph, Kristina Lucrezia Cornèr, também participa. Ela discutirá assuntos relacionados ao comércio online com o cofundador da Drift, David Cancel, e a CEO da Red Points, Laura Urquizu, em 3 de novembro.

Compliance com a COVID-19

Realizado originalmente em Dublin, Irlanda, o Web Summit mudou-se para Lisboa em 2016 em meio a um grande salto nas empresas de tecnologia e trabalhadores remotos que optaram por se mudar para Portugal. O país é agora também uma das jurisdições mais vacinadas do mundo, ostentando a segunda maior taxa de vacinação do mundo depois dos Emirados Árabes Unidos, de acordo com Our World In Data.

Os organizadores do Web Summit 2021 estão a trabalhar em estreita colaboração com as autoridades de saúde portuguesas para garantir que proporcionam um evento seguro e cumprem as restrições locais de COVID-19, incluindo máscaras obrigatórias para eventos. Certificados oficiais de vacina ou um teste COVID-19 negativo serão necessários para participar do Web Summit. Quando os certificados oficiais não puderem ser fornecidos, os organizadores exigirão um PCR negativo ou teste de antígeno, que permanecerá válido por apenas 72 horas.

“Não poderíamos estar mais animados para voltar pessoalmente. Ver as pessoas se conectando pessoalmente com segurança e experimentar a magia das interações cara a cara será incrível. Os eventos ao vivo estão voltando ao redor do mundo. Estamos vendo milhares de palestrantes, startups, investidores e mídia de classe mundial ansiosos como sempre para encontrar pessoas pessoalmente novamente ”, disse o CEO do Web Summit, Paddy Cosgrave.

A conferência Web Summit 2021 segue outro grande evento da indústria, o World Blockchain Summit em Dubai, realizado em meados de outubro. A conferência reuniu alguns dos executivos e investidores mais proeminentes da indústria, incluindo o fundador da Celsius Network Alex Mashinsky, o diretor de estratégia da Blockstream Samson Mow, o fundador da Fundação Iota, Serguei Popov e outros

VEJA MAIS:

Direcione seus links para OKEx em artigos, blogs e vídeos, ou coloque anúncio em seu site. O melhor programa de afiliados está na OKEx com comissões de 60%, as mais altas do mercado.

Obtenha seu link agora na OKEx!





Fonte: cointelegraph.com.br

Comments (No)

Leave a Reply