Stellar Lumens (XLM) sobe 12% após notícia de uma parceria entre moneygram e a Fundação Stellar






Serviço internacional de remessa A MoneyGram está mais uma vez mergulhando seus dedos no pool blockchain. A empresa acaba de revelar uma nova parceria com a Stellar Foundation em 6 de outubro de 2021, para desenvolver uma ponte de pagamentos que agilize as transferências de dinheiro e permita uma liquidação quase instantânea na USDC, uma stablecoin atrelada ao dólar americano desenvolvida pela Circle.
O anúncio, que foi lançado há algumas horas, destaca a visão inovadora da Moneygram, garantindo que a parceria “revolucionará os fluxos de liquidação”.
Moneygram não desistiu do blockchain
Como explicado no Press Release, o Moneygram usaria uma versão do USDC rodando na blockchain Stellar como um meio de tornar as transações mais eficientes. O United Texas Bank servirá como um banco de liquidação entre o Circle (emissor da USDC) e o MoneyGram (provedor de serviços de remessa).
Esta seria a segunda tentativa da Moneygram de alavancar o blockchain para melhorar seu serviço. Stellar é um concorrente direto da Ripple, nascida depois que Jed McCaleb – co-fundador da Ripple – se separou da empresa devido a diferenças conceituais e dedicou-se inteiramente à criação de seu próprio projeto.
Stellar Lumens (XLM), o token nativo da Stellar, teve um salto importante, fechando o dia com um aumento de 12%+ também alimentado pelo desempenho extraordinário do Bitcoin durante o dia. A XLM abriu o dia a US$ 0,31 e fechou a US$ 0,357 com alta diária de US$ 0,364.
Preço de Lumens Estelar (XLM). Imagem: Tradingview
As ações da Moneygram, entretanto, eram mais conservadoras. A empresa não conseguiu impedir uma queda livre de sua alta anual de julho e mal registrou crescimento de 0,9% – passando de US$ 7,6 para US$ 7,69 – sem nenhuma reversão aparente de tendência.
Preço das ações da Moneygram. Imagem: Tradingview
Bye Ripple
Esta parceria é um sinal claro de que a Moneygram quer seguir em frente e abalar a má experiência que teve com a Ripple fora do caminho.
Em 2019, Moneygram e Ripple anunciaram uma parceria. A Moneygram usaria a RippleNet como parte do processo de liquidação cambial para remessas internacionais, recebendo também incentivos financeiros sob a forma de XRP, em troca de dar à Ripple uma participação acionária na empresa.
A parceria durou quase dois anos e terminou em março de 2021 depois que a SEC iniciou formalmente um processo legal contra a Ripple, acusando-a de usar o XRP como forma de emitir títulos não registrados.
Em um comunicado oficial, a Ripple garantiu que a decisão de separação foi conjunta. Ambas as partes se comprometeram a revisitar seu relacionamento no futuro após a disputa da SEC ser elucidada.
Estamos orgulhosos do trabalho que conseguimos realizar em um curto espaço de tempo, bem como do impacto que conseguimos alcançar ao trazer este produto inédito ao mercado. Juntos, processamos bilhões de dólares através da RippleNet e liquidez sob demanda (ODL).
Mas agora que Stellar entrou no jogo, talvez a Moneygram não queira esperar pela Ripple para alcançar seu objetivo de se tornar uma corporação amiga do blockchain.

BitRss.com compartilha este Conteúdo sempre com Licença.

Obrigado pela Share!











Fonte: bitrss.com

Comments (No)

Leave a Reply