Rússia planeja adotar novas tarifas de energia diante de migração de mineradores chineses

O Ministério de Energia da Rússia está tentando introduzir tarifas especiais de eletricidade para mineradores de criptomoedas após a migração da indústria da vizinha China para o país.

O ministro da Energia da Rússia, Nikolai Shulginov, anunciou na quarta-feira (13) que a autoridade está trabalhando em uma nova estrutura para diferenciar as tarifas entre o uso geral e a mineração de criptomoedas, informou a agência de notícias local RBC na quarta-feira.

Shulginov disse que os mineradores de criptomoedas na Rússia não deveriam consumir eletricidade com tarifas residenciais, afirmando:

“Não podemos deixar que as mineradoras capitalizem a situação às custas de baixas tarifas de eletricidade residencial […] Para manter a confiabilidade e a qualidade do fornecimento de energia, acreditamos que é necessário proibir as mineradoras de consumir eletricidade com tarifas residenciais . ”

Algumas regiões russas teriam enfrentado um crescimento explosivo no consumo de energia, supostamente devido à saída de mineradores chineses do país em meio a uma repressão nacional às criptomoedas.

A região russa de Irkutsk, localizada a cerca de 1.700 quilômetros da China, viu suas taxas de consumo de energia excederem as do ano passado em quase 160%. O governador de Irkutsk, Igor Kobzev, apontou para um “crescimento semelhante a uma avalanche” do consumo de energia na jurisdição, culpando a atividade de mineração ilegal de cripto agravada pelo êxodo de mineradores da China.

Uma das maiores regiões da Sibéria, a região de Irkutsk é rica em recursos energéticos, hospedando várias grandes estações hidrelétricas em cidades como Irkutsk, Ust-Ilimsk e Bratsk. A região abriga alguns data centers de mineração de criptomoedas da BitRiver, o maior provedor de serviços de housing de mineração de cripto do país.

O fundador e CEO da BitRiver, Igor Runets, disse ao Cointelegraph que a empresa apóia totalmente a mais recente iniciativa do ministério da energia:

“É justo e economicamente viável. Além disso, ajudará os mineradores a entrar no campo jurídico, para que o estado possa dar o primeiro passo para regulamentar a indústria, o que acabará por levar à transparência de toda a indústria.”

Runets disse que a empresa paga pela eletricidade de seu data center de acordo com as tarifas dos clientes empresariais, pagando “2,5 ou 3 vezes mais do que indivíduos”.

A Rússia se tornou um dos principais locais para a atividade de mineração Bitcoin (BTC) após a capitulação dos mineradores chineses. De acordo com o Cambridge Bitcoin Electricity Consumption Index, os mineradores de Bitcoin na Rússia respondem por 11% da distribuição global da taxa de hash de mineração BTC, superada apenas pelo Cazaquistão e pelos Estados Unidos.

VEJA MAIS:

Direcione seus links para OKEx em artigos, blogs e vídeos, ou coloque anúncio em seu site. O melhor programa de afiliados está na OKEx com comissões de 60%, as mais altas do mercado.

Obtenha seu link agora na OKEx!



Fonte: cointelegraph.com.br

Comments (No)

Leave a Reply