Ripple ‘rouba’ executiva da Mastercard para supervisionar expansão na Europa



A Ripple, empresa por trás da criptomoeda XRP, anunciou nesta quarta-feira (30) a contratação da especialista em gestão de pessoas, Sendi Young, executiva que há poucos dias atuava pela divisão inglesa da Mastercard. Segundo o comunicado, Young ocupa agora na entidade o cargo de diretora administrativa para operações na Europa e será responsável pela supervisão da expansão da RippleNet, rede com foco em pagamentos transfronteiriços e carro-chefe da Ripple.

“O salto para as criptomoedas foi uma decisão fácil de ser tomada — esta tecnologia está conduzindo o futuro das finanças, e estou animada para começar”, comemorou a nova diretora da Ripple no Twitter.

Por sua vez, a Ripple não economizou elogios acerca da atuação profissional que possui mais de quinze anos de experiência em fintech, pagamentos e consultoria, destacando inclusive o sucesso mais recente obtido por ela quando liderou estratégia digital da Mastercard. “Sendi traz consigo sua profunda experiência industrial e regional, que será usada para desenvolver e impulsionar ainda mais o sucesso do cliente em toda a Europa”, ressaltou a Ripple.

“Estamos entusiasmados em trazer alguém que entende e compartilha a visão de Ripple”, comentou Asheesh Birla, gerente geral da RippleNet. Para ele, a chegada de Sendi representa avanços da rede na Europa, dada à sua experiência no setor de pagamentos e por saber conduzir como escalar um negócio de rede. 

Em seu comentário, Sendi enalteceu a tecnologia blockchain depois de ressaltar que ao longo da última década ela esteve na vanguarda da inovação em serviços financeiros e testemunhou como a tecnologia mudou drasticamente a forma como fazemos transações bancárias. No entanto, disse a diretora, os pagamentos subjacentes e a infraestrutura bancária continuam a ser um obstáculo à troca de valor sem atrito além das fronteiras e à inclusão.

“Acredito firmemente que o blockchain e as criptomoedas serão um divisor de águas para aprimorar as finanças de hoje, ao abordar suas principais ineficiências. Essas tecnologias podem tornar o sistema financeiro global mais justo, mais inclusivo e mais transparente”, concluiu Sendi, acrescentando que “isso é apenas o começo”.

Ripple na Europa

Segundo a Ripple, a Europa continua a ser líder em fintech e originação de pagamentos e, portanto, um mercado crítico para Ripple. Países como o Reino Unido, que forneceram diretrizes regulatórias claras sobre ativos digitais, disse a empresa, estão liderando a inovação em pagamentos e oferecendo novas oportunidades de crescimento regional.

“A Europa continua a fornecer um forte impulso para RippleNet, para clientes novos e existentes”, ressaltou a Ripple, citando alguns de seus novos clientes: Xbaht;  Lemonway; além se seu cliente de longa data, a londrina MoneyNetint, que tem construído novos corredores com a RippleNet, como o mais recentemente Brasil/Reino Unido, concluiu.

No mês passado, por exemplo, o Banco Nacional do Egito (NBE), maior instituição financeira ao norte da África, afirmou que vai usar os serviços da Ripple para transferências internacionais. A intermediação será feita pela LuLu International, exchange do conglomerado LuLu Group International, através da rede RippleNet.



Source link

Comments (No)

Leave a Reply