República Centro-Africana adotará Bitcoin como moeda legal, diz relatório


Os cerca de cinco milhões de residentes da República Centro-Africana, ou CAR, agora poderão usar o Bitcoin além do franco do país como moeda legal.

De acordo com um relatório de quarta-feira (27/04) da agência de notícias Agence France-Presse, o presidente da República Centro-Africana, Faustin-Archange Touadéra, assinou um projeto de lei que estabelece uma estrutura regulatória para o uso de criptomoedas no país, além de adotar o Bitcoin (BTC) como moeda legal. Obed Namsio, chefe de gabinete do presidente, disse que a medida visa tornar a CAR um dos países “mais ousados ​​e visionários” do mundo.

#BREAKING República Centro-Africana adota bitcoin como moeda legal: presidência pic.twitter.com/wjxYWl7W2z

— Agência de Notícias AFP (@AFP) 27 de abril de 2022

Relatórios anteriores sobre a CAR legalizando o uso de criptomoedas nos mercados financeiros do país não incluíam a adoção do BTC como moeda legal. Os legisladores supostamente aprovaram por unanimidade o projeto de lei de criptomoedas, que foi apresentado pelo ministro da Economia Digital, Correios e Telecomunicações do país, Justin Gourna Zacko.

As implicações do relatório colocariam a CAR em uma pequena lista de países para adotar o Bitcoin como moeda legal. Em setembro de 2021, a Lei Bitcoin de El Salvador entrou em vigor, estabelecendo o criptoativo como moeda ao lado do dólar americano. A nação latino-americana também está se preparando para criar sua cidade Bitcoin City, financiada por US$ 1 bilhão em títulos BTC.

Moedas da República Centro-Africana. Fonte: Wikipédia

FMI pressiona El Salvador a remover o status de moeda legal do Bitcoin

Com um produto interno bruto de aproximadamente US$ 2,4 bilhões, a CAR é classificada como uma economia “reprimida” de acordo com o Índice de Liberdade Econômica de 2022 da Heritage Foundation. Não está claro que efeito a adoção do Bitcoin terá nos residentes do país.

VEJA MAIS:

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Fonte: cointelegraph.com.br