“Prêmio Kimchi” no preço do bitcoin volta a surgir na Coreia do Sul


“Prêmio Kimchi” sempre volta quando os preços do bitcoin na Coreia do Sul não condizem com o mercado cripto mundial (Imagem: Pixabay)

O chamado “prêmio Kimchi”, um fenômeno em que o preço do bitcoin (BTC) se torna significativamente mais alto em corretoras cripto da Coreia do Sul em comparação com o resto do mundo, voltou a acontecer hoje, após ter desaparecido no começo do mês.

Segundo dados do TradingView, o preço do bitcoin na grande corretora coreana Bithumb estava sendo negociado entre 4% a 8% mais caro que em outras corretoras.

É difícil afirmar o que está por trás dessa tendência. No entanto, segundo um comunicado da mídia local, o Partido Democrata da Coreia do Sul planeja adiar quaisquer impostos sobre criptomoedas por pelo menos um ano.

Primeira empresa brasileira a oferecer uma conta digital nos EUA sem taxa lança opção de investimento no exterior: veja como abrir uma conta

No início de abril, o prêmio, que havia retornado em março pela primeira vez desde janeiro de 2018, desapareceu novamente, após autoridades sul-coreanas prometerem uma ação agressiva para intervir nos mercados cripto.

Ao mesmo tempo, segundo outro comunicado local, Joo Ho-Young, que lidera o Partido do Poder do Povo, pediu por uma supervisão mais rígida e por uma força-tarefa sobre moedas digitais.



Source link

Comments (No)

Leave a Reply