Prédio de Do Kwon é invadido e CEO pede proteção da polícia


A esposa de Kwon solicitou “proteção pessoal de emergência” após uma pessoa não identificada bater em sua porta procurando por Do Kwon.

A polícia de Seul está investigando um caso de arrombamento no apartamento de Do Kwon. O incidente aconteceu durante drama ocorrido na última semana dentro do ecossistema Terra e depois da notícia sobre seu envolvimento com outra stablecoin fracassada.

Com base na queixa apresentada à polícia, uma pessoa não identificada tocou a campainha do apartamento de Kwon por volta das 18:23h. A esposa de Kwon atendeu uma pessoa que estava procurando por respostas e perguntando sobre o paradeiro de CEO depois da queda gigantesca sofrida pela LUNA. A esposa então chamou a polícia, causando a fuga do invasor.

Desde então, a esposa de Kwon foi colocada sob custódia protetora ou sob guarda policial, a seu próprio pedido.

Um porta-voz da polícia de Seul alegou que os policiais estavam tentando “rastrear o suspeito através de imagens de câmeras de segurança,” mas acrescentou que ainda não era possível “confirmar” se o suspeito era um investidor da LUNA. 

Kwon chamou atenção de críticas significativas após o colapso do UST e da LUNA, que desencadeou um derretimento no mercado cripto durante essa semana. No Twitter, alguns apontaram a ironia de uma recente entrevista na qual Kwon afirmou que havia um valor de “entretenimento” ao ver moedas “morrerem,” provocando ainda mais raiva na comunidade.

Um streamer conhecido por Chancers afirmou publicamente ter sido o invasor em questão. Em sua última transmissão pelo AfreecaTV, Chancers afirmou que havia perdido 1.56 milhões de dólares em um investimento da LUNA, e disse que se entregaria à polícia. Nenhuma de suas alegações foi confirmada.

Leia também:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br





Fonte: cointimes.com.br