Preço do BTC atinge US$ 41 mil, com esperanças de paz na Europa Oriental aumentando o valor do Bitcoin


O Bitcoin (BTC) retornou acima de US$ 41.000 antes da abertura de Wall Street em 16 de março, com boas notícias da Ásia e da Rússia impulsionando as ações.

Gráfico de 1h BTC/USD (Bitstamp). Fonte: TradingView

BTC a caminho de fechar a semana em alta

Dados do Cointelegraph Markets Pro e do TradingView mostraram o par BTC/USD mantendo US$ 41.000 como foco depois que o governo chinês prometeu um novo apoio econômico.

Pequim anunciou a mudança após semanas de ação tumultuada nos mercados chineses, com as ações de tecnologia sofrendo particularmente.

 

Agora, disse o vice-primeiro-ministro Liu He, o governo “divulgaria ativamente políticas favoráveis ​​aos mercados”, informaram meios de comunicação, incluindo o South China Morning Post.

 

O resultado foi um forte salto nos mercados locais, com o índice Hang Seng de Hong Kong ganhando mais de 20% no dia.

As ações chinesas listadas nos EUA saltam com Pequim prometendo apoio político. O índice Hang Seng Tech ganhou 22%. O principal formulador de políticas da #China disse que o país implementará medidas para impulsionar a economia e manter seus mercados de capitais estáveis. As ações listadas nos EUA da Pinduoduo saltaram 31 %, JD Alibaba ambas subiram ~ 20%. pic.twitter.com/oqshIalFJi

 

— Holger Zschaepitz (@Schuldensuehner) 16 de março de 2022

O Bitcoin também reagiu, rompendo pra cima em meio a uma tensa atmosfera geopolítica de guerra na Europa e um anúncio iminente sobre as taxas de juros do Federal Reserve dos Estados Unidos.

As últimas notícias das negociações de paz Ucrânia-Rússia impulsionaram ainda mais o desempenho, com os negociadores supostamente se aproximando de uma forma de plano de paz.

Para os traders, a perspectiva de curto prazo estava lenta, mas seguramente começando a parecer mais promissora.

#BTC está se preparando para um fechamento semanal com um círculo verde neste momento

Um fechamento semanal acima da área vermelha de ~ US$ 38.000, assim como no círculo verde de meados de 2021, pode ser a confirmação que o $BTC precisa para finalmente tentar um rompimento além de US$ 43.100 (preto) #Crypto #Bitcoin pic.twitter.com/ixpOYtn8Mf

— Rekt Capital (@rektcapital) 16 de março de 2022

“Todos os olhos na reunião do FOMC, que provavelmente resultará em um movimento falso primeiro, antes do movimento real, e depois terminará em um movimento de pânico geral, pois os mercados são determinados por meio de movimentos de pânico”, acrescentou Michaël van de Poppe, colaborador do Cointelegraph.

O FOMC, ou Comitê Federal de Mercado Aberto, deveria apresentar um relatório às 14h, horário do leste dos EUA da quarta-feira (16/03), seguido por uma entrevista coletiva do presidente do Fed, Jerome Powell, às 14h30.

Ações dos EUA seguem liderança da China após “cruz da morte” do S&P 500

Apesar de uma “cruz da morte” no S&P 500 na terça-feira (15/03), enquanto isso, os mercados dos EUA começaram na quarta-feira no verde.

O S&P ganhou 1,3% na abertura, enquanto a popular conta do Twitter Nunya Bizniz observou que, historicamente, tanto esse índice quanto o Bitcoin tendem a cair logo após a ocorrência de tal cruzamento.

Uma cruz da morte refere-se ao cruzamento da média móvel de 50 períodos abaixo da média móvel de 200 períodos durante as recessões.

Cruzes da Morte S&P500 e BTC:

A Cruz da Morte ocorreu ontem. (50 dias ma abaixo de 200ma.)

Cruzamentos ocorreram nas proximidades das mínimas do S&P500 e do Bitcoin.

Desta vez? pic.twitter.com/FUBB3Pvonq

— Nunya Bizniz (@Pladizow) 16 de março de 2022

VEJA MAIS:

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Fonte: cointelegraph.com.br