Preço do Bitcoin vê ‘enorme vela de reversão’, enquanto 168.000 BTC saem das exchanges


O Bitcoin (BTC) voltou com força total em 13 de maio, quando os touros entraram em cena para levar o mercado a quase US$ 31.000.

Gráfico de 1h de BTC/USD (Bitstamp). Fonte: TradingView

Bitcoin RSI permanece firmemente sobrevendido

Dados do Cointelegraph Markets Pro e TradingView confirmaram ganhos de 30% em 24 horas para o BTC/USD após o desastre do Terra.

Depois de “beijar” seu preço realizado em US$ 24.000, o Bitcoin não mostrou nenhum gosto por mais pessimismo como volume recorde on-chain combinado com moedas deixando as exchanges em massa.

Somente em 11 e 12 de maio, os saldos das exchanges caíram mais de 24.335 BTC, de acordo com dados da plataforma de análise on-chain CryptoQuant, cobrindo 21 plataformas principais.

As saídas foram muito maiores em quase 168.000 BTC no mesmo período, mas as entradas daqueles que procuram vender foram tão intensas quanto o pânico estabelecido sobre os tokens Terra (LUNA) e TerraUSD (UST), bem como a maior stablecoin Tether (USDT).

Gráfico de fluxos líquido de Bitcoin nas exchanges. Fonte: CryptoQuant

Como o LUNA foi para quase zero e sua blockchain foi interrompida, o Bitcoin, no entanto, se fortaleceu à medida que o impacto imediato da instabilidade diminuiu.

“Esta é uma baita vela de reversão”, reagiu o popular trader e escritor do TradingView CryptoBullet como parte dos comentários do Twitter.

#BTC $BTC

Esta é uma baita vela de reversão

Dragonfly Doji no maior volume do ano
+ divergência de alta no RSI

Cenário de salto ainda em jogo https://t.co/wzTt56053P pic.twitter.com/1mL8QsTGAP

— CryptoBullet (@CryptoBullet1) 13 de maio de 2022

O índice de força relativa do Bitcoin (RSI), referido por CryptoBullet, mediu 31 no momento da redação, ainda em território de sobrevenda e seu menor desde janeiro.

Gráfico diário de BTC/USD (Bitstamp) com RSI. Fonte: TradingView

US$ 14.000 ainda na mesa?

À medida que a poeira baixou no Terra, LUNA e UST, no entanto, nem todos estavam convencidos de que o pior havia passado.

Entre eles estava a conta oficial do Twitter @Bitcoin, que, como várias outras, observou que mesmo as mínimas da semana não representavam um drawdown máximo “clássico” em relação às máximas de todos os tempos.

“A máxima histórica do $BTC é de US$ 68.990. Um drawdown máximo de 80% é de US$ 13.798. US$ 27 mil está na metade do caminho”, postou no dia:

“Isso é Bitcoin. Esteja preparado.”

Enquanto isso, dados da empresa de análise on-chain Glassnode coloca a última queda de preço do BTC no contexto histórico.

Gráfico do drawdown do Bitcoin de suas máximas históricas. Fonte: Glassnode

Como o Cointelegraph informou recentemente, a MicroStrategy, a empresa com o maior tesouro de Bitcoin, deu a entender que compraria qualquer fraqueza significativa em direção a US$ 20.000 na tentativa de apoiar o mercado.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph.com. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco, você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

VEJA MAIS:

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Fonte: cointelegraph.com.br