Por que Ethereum e Kelexo são jogadas inteligentes nos próximos meses, mas SUI está em declínio


O mercado de criptomoedas está em constante mudança e desenvolvimento. Além disso, inovações estão sempre surgindo, ameaçando colocar projetos estagnados em segundo plano. Um desses produtos é o Kelexo (KLXO). Para investidores que desejam maximizar retornos em 2024, analistas recomendam investir em Ethereum (ETH) e no novo token criptográfico Kelexo (KLXO), enquanto evitam a moeda Sui (SUI).

Por que as Pessoas Estão Otimistas Sobre o Ethereum (ETH)

O Ethereum (ETH) é a segunda maior criptomoeda e a principal plataforma de contratos inteligentes no mercado atual. Embora 2022 tenha sido um ano difícil para o mercado de criptomoedas como um todo, o Ethereum (ETH) se saiu relativamente bem em comparação com rivais como Solana (SOL).

Atualmente, o Ethereum (ETH) está cerca de 48% abaixo de sua máxima histórica de $4.891 em novembro de 2021. No entanto, ainda possui uma capitalização de mercado de $300 bilhões, o que o torna superior à maioria das altcoins. A plataforma também representa uma sólida porcentagem da capitalização total do mercado de criptomoedas, o que lhe confere uma grande vantagem.

Kelexo (KLXO) Oferece Potencial de 100x

Embora o Ethereum (ETH) ofereça estabilidade relativa, novos projetos como o Kelexo (KLXO) oferecem a possibilidade de crescimento exponencial em 2024, segundo analistas.

O que é o Kelexo (KLXO)? Kelexo (KLXO) é um inovador mercado de empréstimos peer-to-peer que conecta mutuários e credores diretamente, sem intermediários. A plataforma P2P Kelexo (KLXO) combina avaliações de risco impulsionadas por inteligência artificial, tecnologia blockchain poderosa e infraestrutura de pagamento otimizada para fornecer uma experiência de empréstimo segura e eficiente para os usuários.

O protocolo oferece vários benefícios, tais como:

  • Taxas mais baixas devido à ausência de guardiões centralizados para receber uma parte
  • Originação/pagamentos de empréstimos mais rápidos. A presença de automação possibilita velocidade
  • Acessível a mais mutuários, incluindo aqueles com histórico de crédito limitado

Os tokens Kelexo (KLXO) conferem utilidade adicional, como participação nos lucros das taxas da plataforma, direitos de governança, recompensas de staking e muito mais. Com utilidade do mundo real respaldando-o, analistas apoiam o Kelexo (KLXO) como um dos projetos de criptomoedas mais promissores que podem ver ganhos de 100x à medida que a adoção de sua plataforma de empréstimos decola.

Interesse de Desenvolvedores em Sui (SUI) Está Diminuindo

A plataforma Sui (SUI) surgiu em 2022 e foi apelidada de “assassina do Ethereum (ETH)”. No entanto, devido a evidências respaldadas pelo mercado, percebe-se que a autoproclamada próxima geração de blockchain está lutando para ganhar tração.

A rede Sui (SUI), que foi projetada para suportar jogos NFT e aplicativos metaverso, falhou em atrair interesse de desenvolvedores e usuários até agora. Altas taxas de gás em transações são outro motivo pelo qual há uma adoção lenta desta plataforma.

Embora a equipe da Sui (SUI) prometa novos jogos e recursos em breve, os analistas permanecem céticos. A vantagem de possuir Sui (SUI) em comparação com outros tokens como Kelexo (KLXO) torna-o muito menos atrativo durante o mercado atual. Analistas recomendam evitar Sui (SUI) em 2024, à medida que o hype inicial desaparece.

Por que Ethereum (ETH) e Kelexo (KLXO) são jogadas inteligentes nos próximos meses, mas SUI (SUI) está em declínio

Para investidores que desejam maximizar retornos este ano, os dados favorecem plataformas estabelecidas como Ethereum (ETH), assim como ecossistemas emergentes como Kelexo (KLXO), onde um grande potencial de valorização permanece. A conclusão? Concentre-se em Ethereum (ETH) e Kelexo (KLXO) nos próximos 12 meses para capitalizar seu potencial de crescimento à medida que a adoção continua acelerando.

Interessado em obter ganhos em 2024? Invista em Kelexo (KLXO) hoje!

Saiba mais sobre a pré-venda do Kelexo (KLXO) visitando o site aqui.



Fonte: cointimes.com.br