O que é Cardano (ADA) e como funciona essa criptomoeda



Neste ano, Cardano tem se destacado como uma das redes de blockchain em mais rápido desenvolvimento. No entanto, é importante lembrar que o crescimento do Cardano não é um caso de sucesso da noite para o dia.

O seu token nativo, ADA, se mantém entre as 10 principais criptomoedas em termos de capitalização de mercado desde a sua origem em 2015. Neste artigo vamos explicar o que é Cardano e como sua tecnologia deve funcionar.

O que é Cardano?

Cardano é um projeto de blockchain de código aberto de autoria conjunta da Fundação Cardano, IOHK e Emurgo e cujo desenvolvimento está sendo feito em fases a fim de oferecer suporte a aplicativos financeiros usados por empresas, consumidores e governos em todo o mundo. Ele pode ser usado para enviar e receber moedas digitais e promete transferências P2P rápidas e criptograficamente seguras.

O projeto é caracterizado pelo desenvolvimento em camadas que permite que sua equipe de programadores e engenheiros dedicados mantenha e atualize facilmente a rede por meio de soft forks.

Curiosidade: Charles Hoskinson, o fundador do Cardano, foi também um cofundador da rede Ethereum, mas deixou a rede por causa de diferenças de opinião sobre a gestão e o futuro da rede Ethereum.

Qual é a missão de Cardano?

Segundo o site do Cardano, os princípios de seu projeto incluem:

● Contar com pequenos grupos de acadêmicos e desenvolvedores competindo com pesquisas de colegas da área;

● Construir a capacidade de atualizar sistemas pós-implantados sem destruir a rede;

● Desenvolver um mecanismo de financiamento descentralizado para trabalhos futuros;

● Manter uma visão de longo prazo quanto ao aperfeiçoamento do design de criptomoedas para que possam funcionar em dispositivos móveis, mantendo uma experiência de usuário satisfatória e segura;

● Assegurar que as partes interessadas tenham maior proximidade com as operações e a manutenção de sua criptomoeda;

● Abstrair transações para incluir metadados opcionais a fim de melhor se adequar às necessidades dos sistemas legados;

● Estudar os quase 1.000 altcoins existentes e incorporar recursos úteis;

● Adotar um processo orientado por padrões inspirado pela Força-Tarefa de Engenharia da Internet (IETF) usando uma base dedicada para bloquear o projeto final do protocolo;

● Explorar os elementos sociais do comércio;

● Encontrar um meio-termo saudável para os reguladores interagirem com o sistema sem comprometer alguns princípios fundamentais herdados do Bitcoin.

Como funciona o Cardano?

Projetado para lidar com altas taxas de transação e baixo TPS (transações por segundo) frente às limitações no design de criptomoedas de 1ª e 2ª geração (Bitcoin e Ethereum, respectivamente), Cardano está focado em fornecer um sistema genuinamente descentralizado, de baixo custo e Rede Proof of Stake (PoS) de alto TPS .

Cardano pretende alcançar isso de três maneiras:

● Por meio do protocolo de consenso de Prova de Participação da ADA; Ouroboros;

● Através de sua segunda camada de escalabilidade infinita — Hydra;

● Por meio de seu Hard Fork Combinator, que limita a interrupção da rede em caso de hard fork.

Como funciona o Cardano Proof-of-Stake?

O Consenso da Cardano é alcançado em 4 etapas simples:

● A rede seleciona aleatoriamente alguns nós para minerar novos blocos. Esses nós são conhecidos como líderes de Slot;

● O blockchain é dividido em Slots, que são agrupadas em Épocas;

● Os líderes de Slot têm a capacidade de minerar sua Época específica ou a subpartição de uma Época. Qualquer participante que ajuda a minerar uma Época ou parte de uma Época recebe uma recompensa;

● Uma Época pode ser dividida infinitamente. Isso significa que o blockchain Cardano é, em teoria, infinitamente escalável, tornando possível executar quantas transações forem necessárias sem atingir um gargalo.

O blockchain Cardano consiste em dois componentes principais:

● A Camada de Liquidação Cardano (CSL);

● A Camada Computacional Cardano (CCL)

A CSL atua como uma unidade de conta e é o lugar onde os detentores de tokens podem enviar e receber ADA instantaneamente com taxas de transação mínimas. Por outro lado, CCL é um conjunto de protocolos, caracterizado como a “espinha dorsal da blockchain”, que suportam contratos inteligentes, garantem segurança e conformidade e permitem outras funcionalidades avançadas, como lista negra e reconhecimento de identidade.

Quais são os casos de uso do Cardano?

O projeto Cardano é um blockchain de terceira geração e, junto com sua criptomoeda ADA, ainda está em alguns dos estágios iniciais de crescimento e, como tal, seu futuro ainda não está definido.

A criptomoeda ADA está entre as 20 principais em termos de capitalização de mercado e, à medida que a indústria cripto amadurece, é provável que haja uma ampliação no uso geral da criptomoeda. 

Quanto ao blockchain, Cardano tem muitos objetivos ambiciosos em

termos de escalabilidade, que provavelmente surgirão com o passar do tempo. A escalabilidade é talvez um dos aspectos em que Cardano é superior a outros blockchains.

Cardano ainda tem um longo caminho a percorrer para se tornar a mais aclamada plataforma de blockchain conforme está previsto. No entanto, com a ótima equipe e o inovador projeto por trás da plataforma, será interessante ver como ela revolucionará o espaço criptográfico e, possivelmente, o mundo um dia.


Sobre o autor

Fares Alkudmani é formado em Administração pela Universidade Tishreen, na Síria, com MBA pela Edinburgh Business School, da Escócia. Naturalizado Brasileiro. É fundador da empresa Growth.Lat e do projeto Growth Token.



Source link

Comments (No)

Leave a Reply