Muito mais do que apenas um JPEG: Utility NFTs mudam a forma de trabalhar, jogar e até de tomar café



O volume total negociado de tokens não fungíveis (ou NFTs, na sigla em inglês) passou de US$ 200 milhões em 2020 para mais de US$ 12 bilhões no primeiro trimestre de 2022. Para que esse valor seja sustentável, precisa haver mais NFTs do que apenas hype de mercado e “FOMO” (ou “medo de deixar uma oportunidade escapar”).

Ainda é muito cedo para descobrir quais são os casos de uso no mundo real para NFTs. Mas os tokens criptograficamente exclusivos têm o potencial de serem mais do que apenas JPEGs em uma blockchain.

“Utility NFTs” — NFTs com verdadeiros casos de uso — ainda podem ser a força motriz que transforma NFTs de uma febre de investimentos em uma nova forma de trabalhar, jogar e interagir.

O que são “utility NFTs”?

Utility NFTs são NFTs com casos de uso além de serem apenas ativos digitais e exclusivos. São NFTs que concedem a seu dono privilégios, direitos ou recompensas que, por outro lado, não seria capaz de acessar.

Talvez a forma mais fácil de entender o que são utility NFTs seja com um exemplo. Se você está realizando um show com 800 assentos disponíveis, você precisa emitir 800 ingressos de papel.

Cada ingresso de papel será único (ou não fungível), no sentido de que cada um terá seu próprio número de ingresso. Mas cada ingresso de papel confere o mesmo direito, privilégio ou utilidade. A utilidade, nesse caso, é a entrada ao show.

Em vez de imprimir 800 ingressos de papel, o organizador do evento pode emitir 800 “utility NFTs”. É claro que cada um dos 800 NFTs seriam exclusivos e não fungíveis mas, assim como os ingressos, cada um iria conceder ao dono o mesmo privilégio ou a mesma utilidade: A entrada ao show.

Como “utility NFTs” funcionam?

De um ponto de vista de tecnologia, utility NFTs funcionam da mesma forma que outros NFTs. São ativos digitais criptograficamente representados e exclusivos, armazenados em uma blockchain.

A imutabilidade e transparência da tecnologia blockchain significa que é fácil para que donos de NFTs provem que um NFT está armazenado em sua carteira e na carteira de mais ninguém.

Como um NFT padrão pode se tornar um utility NFT?

Existem muitas formas de acrescentar utilidade a um NFT ou a uma série de NFTs; tem menos a ver com a tecnologia em si, e mais a ver com a implementação dessa tecnologia.

Fazendo uma analogia ao mundo da música: Em março de 2021, Kings of Leon se tornou a primeira banda a lançar um álbum (“When You See Yourself”) como uma série de NFTs.

Além de ser lançado como NFTs, o álbum também foi lançado nos formatos convencionais, como no Spotify e no iTunes. O lançamento do álbum também contava com diversos tipos de utility NFTs.

Um tipo de NFT incluía arte digital e um download digital da música e também poderia ser trocado por um vinil físico de edição limitada do álbum. Outro tipo de NFTS oferecido como parte da série poderia ser trocado por assentos VIP em shows do Kings of Leon.

Dias após o lançamento do álbum “When You See Yourself” como uma série de NFTs, Kings of Leon já havia lucrado US$ 2 milhões em vendas de NFTs. Desse total, mais de US$ 1 milhão foi direcionada ao Crew Nation, um fundo de auxílio para equipes da indústria musical durante a pandemia de covid-19.

Apenas ao analisar o exemplo do Kings of Leon, é fácil imaginar outros tipos de utility NFTs que poderiam funcionar. Se NFTs podem conceder os melhores lugares em um show de rock, então por que não poderiam garantir ingressos para o ano inteiro em partidas de futebol, substituindo ingressos de temporada?

Em fevereiro de 2022, por exemplo, uma casa na Flórida foi vendida por US$ 653 mil (ou 210 ETH) em um leilão NFT.

O que tem de tão especial em utility NFTs?

Utility NFTs já começaram a marcar presença no mundo dos negócios e da cultura popular. Coleções NFT que foram lançadas inicialmente sem utilidade estão cada vez mais evoluindo para se tornarem utility NFTs.

Por exemplo, a famosa coleção Bored Ape Yacht Club havia sido lançada como nada além de uma série de imagens NFT. Desde então, Bored Apes se tornaram passes de acesso a eventos exclusivos, como festas, bem como oferecerem recompensas na forma de emissão de novos NFTs.

Exemplos de utility NFTs  

– VeeFriends: Uma série de NFTs do empreendedor Gary Vaynerchuk que fornecem a holders ingressos à conferência VeeCon via airdrops de ingressos NFT.

– Crypto Baristas: Uma “experiência cafeinada e universal” que garante a holders de NFTs descontos em futuras cafeterias, em lojas on-line e produtos.

– World of Women: Um projeto NFT que visa apoiar e educar mulheres e aumentar a participação feminina no setor NFT e Web 3. Holders dos NFTs World of Women obtêm acesso a benefícios, incluindo a propriedade da arte do NFT e convites a eventos presenciais.

GainForest: Uma organização internacional e sem fins lucrativos com sede na Suíça que visa usar blockchain para ajudar a preservar as florestas tropicais. Pessoas que doam à GainForest recebem NFTs que correspondem a verdadeiras áreas da floresta, rastreiam a saúde da floresta e emitem tokens de governança.

O futuro dos utility NFTs

Neste momento, utility NFTs estão nos primórdios, mas casos de uso inovadores surgem todos os dias.

No futuro, podem substituir tudo, de cartões de convênio e cartões de fidelidade a ingressos de temporada, pois holders dos NFTs terão acesso a serviço de saúde, descontos ou entrada a eventos. Empresas podem incentivar vendas com NFTs que podem ser resgatados por descontos ou brindes no futuro, deixando os cupons de desconto em papel para os livros de História.

Com o surgimento do metaverso, utility NFTs podem surgir e conceder benefícios ao dono no mundo compartilhado e virtual, como ingressos de entrada a jogos ou a outros ambientes virtuais exclusivos.

Utility NFTs podem ser usados para comprovar e incentivar a propriedade, para desenvolver uma comunidade e, até mesmo, proteger o planeta. A tecnologia já existe. A forma como a utilizaremos está limitada apenas pela nossa imaginação.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.





Source link