Mercado cripto desaba e Bitcoin sofre a sua segunda maior queda em dólar na história


No início deste sábado (04.12) o mercado cripto seguiu a sua tendência recente de baixa e deu uma paulada para baixo.

E a queda fez com que o Bitcoin (BTC) sofresse o seu segundo maior dia de queda na história.

Perdeu -US$ 11.859 dólares

O mercado cripto sofreu um forte revés nesta madrugada de sábado (no Brasil) e viu a maior parte dos criptoativos perder mais de 20% de seu valor.

A principal criptomoeda do mundo, o Bitcoin, sofreu com isto a sua segunda maior queda em dólares na história.

Do topo à mínima no diário a criptomoeda perdeu -US$ 11.859 dólares na cotação em Tether (BTC/USDT) na exchange Binance, até o momento desta edição.

No diário o preço atingiu a máxima de US$ 53.859 dólares e a mínima de US$ 42.000 dólares.

O novo normal

Se há algo normal no mercado cripto é a grande volatilidade.

Normalmente criptoativos de forma independente dão saltos acima de 500, 1.000, 1.500 por cento.

E o mercado como um todo apresentar consideráveis grandes quedas como esta de agora também é normal.

Talvez o que espante é que devido ao valor de alguns criptoativos serem altos, como o Bitcoin por exemplo, o volume financeiro movimentado assusta.

Uma queda assim, onde o Bitcoin perde mais de US$ 10.000 dólares espanta pelo volume.

Mas de certa forma isto pode ser considerado como habitual para os tempos atuais.

Isso porque deve ser levado em consideração que há pouco mais de 14 meses o Bitcoin deixou o valor dos US$ 10.000 dólares para trás e nunca mais voltou abaixo dele.

Tendo este número de meses em mente, desde então por 7 vezes o Bitcoin já deu “pancadas” para baixo na casa desse volume de US$ 10.000 dólares de perda.

A maior queda avaliando estes parâmetros ocorreu em 19 de maio deste ano, quando o BTC/USDT perdeu -US$ 13.584 dólares.

E por outras 5 vezes O Bitcoin chegou a perder entre US$ 9.000 e US$ 10.000 dólares.

O interessante nesta estória é que por quase toda a história do Bitcoin o valor dos US$ 10.000 era uma estigma para a criptomoeda.

Havia sido superado em 2017, voltou abaixo dele posteriormente e em 2019 e 2020 lutou para ficar sobre ele.

Agora o Bitcoin está muito distante deste valor, mas nos faz lembrar dele com estas grandes quedas.

Para os “hodlers” otimistas, neste dia de “sangue no mercado” onde o melhor é não olhar os gráficos vale sonhar que um dia as quedas de US$ 50.000 dólares do Bitcoin poderão se tornar “normais”.

.

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! Acesse: http://www.bitcointrade.com.br/





Fonte: BITNOTICIAS.COM.BR

Comments (No)

Leave a Reply