Marinha dos EUA vai conduzir projeto baseado em blockchain para melhorar linhas de suprimentos médicos

Os militares dos Estados Unidos continuam a explorar a tecnologia de blockchain para melhorar seus processos. A Marinha dos EUA assinou um contrato de US$ 1,5 milhão com a Consensus Networks para desenvolver um sistema de logística baseado em blockchain chamado HealthNet em maio. O projeto, construído com base na blockchain focada na internet das coisas (internet of things) IoTeX, está na metade do caminho, em contagem regressiva para o lançamento do seu projeto piloto programado para o início de 2022.

De acordo com as informações compartilhadas com o Cointelegraph, a Consensus Networks visa fornecer monitoramento e logística em tempo real para cerca de 700.000 marinheiros e fuzileiros navais por meio da plataforma HealthNet. O desenvolvedor escolheu a blockchain IoTex para atender aos requisitos de segurança e dimensão da Marinha.

Nathan Miller, CEO e fundador da Consensus Networks, disse que o projeto está 50% concluído e a Marinha dos EUA está satisfeita com o progresso até agora. Ele acrescentou que a Marinha iria “participar junto com outros parceiros interessados ​​na HealthNet movida a blockchain”.

Os programas-piloto para melhorar os sistemas desatualizados e ineficientes incluem logística médica, a demanda por produtos farmacêuticos, previsão da demanda de hemoderivados e fornecimento de próteses e equipamentos médicos.

Miller previu que a indústria médica está pronta para renovar seus sistemas com soluções baseadas em blockchain, acrescentando:

“É difícil acreditar que hoje os fabricantes de automóveis, como a Ford, tenham uma rede melhor para garantir a saúde de seus veículos na oficina ou na estrada do que o setor médico tem para monitorar e proteger a saúde das pessoas.”

HealthNet não é um projeto exclusivo da Marinha, enfatizou Miller. Isso ajudaria os operadores médicos a utilizar um ambiente de dados integrados e uma interface para rastrear fornecedores médicos do fabricante ao paciente, a fim de reduzir o tempo de entrega e o desperdício.

“Por exemplo, será ótimo para lares de idosos, ajudando-os a cuidar melhor deles sem ter que dirigir ou ser levado a uma unidade de saúde”, explicou Miller. “O sistema ajudará a monitorar sua saúde e prever suas necessidades e classificá-los, para que eles não tenham que visitar clínicas.”

As Forças Armadas dos EUA já experimentaram anteriormente a tecnologia blockchain. A Força Aérea foi uma das primeiras a firmar um contrato com uma startup de blockchain. A Marinha dos EUA então concedeu à Simba Chain US$ 10 milhões para desenvolver uma plataforma de mensagens segura. A Simba recebeu outros US$ 1,5 milhão em 2021 para criar uma solução baseada em blockchain para permitir a detecção de demandas para peças essenciais de armamento militar.

LEIA MAIS: 

Direcione seus links para OKEx em artigos, blogs e vídeos, ou coloque anúncio em seu site. O melhor programa de afiliados está na OKEx com comissões de 60%, as mais altas do mercado.

Obtenha seu link agora na OKEx!



Fonte: cointelegraph.com.br

Comments (No)

Leave a Reply