Mais um problema com stablecoin e a Coinbase recebeu um processo coletivo


Alguns clientes da Coinbase estão processando a exchange por causa da promoção de uma stablecoin.

Deu ruim

A Coinbase recebeu uma ação judicial coletiva por seu papel negativo na promoção e negociação da stablecoin GYEN.

Na opinião dos investidores, a stablecoin é “tudo menos uma stablecoin”.

A ação coletiva foi impetrada em um tribunal federal de São Francisco com a acusação sobre a Coinbase e a empresa japonesa GMO-Z Trust, emissora da stablecoin GYEN, por enganarem os investidores sobre a estabilidade do criptoativo.

A GMO-Z Trust Company Inc. recebeu permissão legal pelo Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York (NYDFS) para emitir a stablecoin GYEN.

O presidente do GMO-Z Trust, Ken Nakamura, disse aos potenciais investidores que, uma vez aprovado pelo regulador, a empresa poderá emitir legalmente o GYEN nos EUA.

No entanto, de acordo com o processo, em novembro de 2021 quando a Coinbase começou a negociar o GYEN, “o ativo foi desvinculado do iene quase imediatamente”.

“Os investidores fizeram pedidos à exchange, acreditando que o valor do token GYEN, como afirmaram a Coinbase e a GMO-Z, é igual ao iene.

Mas os tokens que eles compraram valiam sete vezes mais do que o iene”, diz o processo.

Quando o preço do GYEN caiu repentinamente 80% em um dia, a Coinbase congelou a negociação da stablecoin, “agravando os danos e limitando a capacidade dos clientes de vender o ativo”.

Como resultado, os compradores da GYEN “perderam coletivamente milhões de dólares em questão de horas”, disseram os investidores. 

A ação aparece no momento em que uma outra stablecoin, a UST, entrou em um espiral da morte e perdeu completamente o peg com o dólar, implodindo o token LUNA e a empresa Terra.





Fonte: BITNOTICIAS.COM.BR