Ibovespa (IBOV) recua nesta quarta-feira (7), após queda nas vendas do varejo e com Bradesco (BBDC4) no radar; veja


Ibovespa
Por volta de 10h11, o Ibovespa caia 0,34% (Imagem: REUTERS/Nacho Doce)

Ibovespa (IBOV) opera em queda nesta quarta-feira (7), depois de encerrar o último pregão em alta de 2,21%. Por volta de 10h11, o índice caía 0,34, negociado a 129.984 pontos, perdendo os 130 mil pontos que recuperou na véspera.

Mais cedo, saiu o Indicador Antecedente de Emprego do Brasil, que conforme a Fundação Getulio Vargas (FGV), avançou 0,9 ponto em janeiro, para 78,2 pontos, maior nível desde outubro de 2022 (79,8).

Às 9h, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que em dezembro, as vendas no varejo brasileiro marcaram queda de 1,3% na comparação com o mês anterior. Se trata da maior baixa desde dezembro de 2022 (-1,9%).

A agenda do dia ainda conta com o Fluxo Cambial Estrangeiro e a Balança Comercial de  janeiro, marcado para, respectivamente às 14h e às 15h.

Do lado corporativo, o Bradesco (BBDC4) é destaque. O banco registrou lucro líquido recorrente de R$ 2,878 bilhões no quatro trimestre de 2023 (4T23). O valor representa uma alta de 80,4% em relação ao mesmo período do ano passado, mas frustrou as expectativas para um lucro de R$ 4,794 bilhões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ibovespa na contramão de Nova York

Dow Jones, S&P e Nasdaq sobem 0,02%, 0,17% e 0,29%, respectivamente. O movimento acontece após a bateria de falas de integrantes do banco central americano na véspera.

O tom segue sendo de cautela, com o Federal Reserve evitando cortar os juros antes de ter certeza de que a economia está segura. O que foi indicado é de que são necessários mais progressos na inflação, embora reduções das taxas possam ser possíveis no final do ano.

*Com informações da Reuters e Juliana Américo



Source link