Ibovespa (IBOV) dispara e está no caminho às máximas históricas, aponta análise técnica – Money Times


ibovespa-ibov-acoes-mercados
Ibovespa volta aos 130 mil pontos nesta terça-feira (6) (Imagem: REUTERS/Nacho Doce)

Uma série de fatores contribuiu para que o Ibovespa (IBOV) disparasse nesta terça-feira (6). Referência na bolsa brasileira, o índice apontou alta de 2,21%, a 130.416,31 pontos.

Em dia de divulgação da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, os juros futuros caíram diante de um movimento de ajustes, após notícias menos positiva sobre o caminho dos juros nos Estados Unidos.

Da mesma forma, o dólar à vista recuou ante o real, a R$ 4,9630 na venda.

No mercado local, o BC divulgou pela manhã a ata mais recente do Copom, referente à reunião realizada no fim do mês passado. Na ocasião, o comitê acabou dando sequência ao ritmo de corte de 0,50 ponto percentual, jogando a Selic a 11,25%, conforme esperado pelo mercado.

A ata confirma que esse movimento de flexibilização deve continuar nas próximas reunião, com uma redução de mesma magnitude se mostrando apropriada para manter a política monetária contracionista necessária para o processo desinflacionário.

Segundo Roberto Campos Neto, presidente do BC brasileiro, o comentário pode ser entendido como duas reuniões à frente.

E hoje, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou em evento que não vê razão para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro crescer menos de 2% em 2024.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cenário corporativo domina Ibovespa

Mais uma vez, o noticiário corporativo dominou o mercado de ações nesta terça. Entre resultados e fatos relevantes, as empresas mexeram com o desempenho do índice ao longo do dia.

Vale (VALE3) viu, enfim, um pregão de alta. A mineradora quebrou a sequência de baixas dos últimos pregões e apontou valorização de 1,77%, após afirmar que avalia a eventual renovação do contrato do atual presidente, Eduardo Bartolomeo, ou a realização de processo sucessório, com a decisão sendo tomada até maio.

Petrobras (PETR4) aproveitou o avanço do petróleo e renovou recorde histórico de valor de mercado, fechando com um montante apurado de R$ 545,9 bilhões.

Um bancão que foi destaque no pregão foi Bradesco (BBDC4). As ações subiram forte após a proposta de OPA pela Cielo (CIEL3), que também avançou 3,98%. Vale lembrar que o Bradesco divulga nesta quarta (7) seu balanço do quarto trimestre de 2023.

Destaque de alta, a Natura&Co (NTCO3) disparou 6,79%, após o conselho de administração dar sinal verde para estudos de uma potencial separação de negócios de Natura&Co Latam e Avon. Analistas destacam que a cisão seria a etapa final do processo de simplificação da estrutura implementada pela gestão da companhia.

Em busca das máximas históricas

De acordo com análise gráfica do Itaú BBA, para o Ibovespa engatar recuperação consistente, precisa superar a região de 129.558 pontos (o que aconteceu).

Com isso, o índice pode subir aos níveis de 132.000 pontos e à máxima histórica de dezembro, acima dos 134.000 pontos, diz.

Já a região de 126.400 pontos segue como sinal de alerta para o investidor.

*Com informações da Reuters.



Source link