Hidrelétrica na Costa Rica está utilizando energia limpa para minerar Bitcoin


Uma usina hidrelétrica na Costa Rica está utilizando energia limpa para minerar Bitcoin.

Energia auto renovável

Uma usina hidrelétrica situada no rio Poas, próximo à cidade de San José, capital da Costa Rica, está utilizando o excedente de energia para minerar Bitcoins.

Em 2020 a usina passou por diversas dificuldades com o excedente de energia, uma vez que com a pandemia a demanda e o consumo de energia caíram bastante no país.

Durante praticamente 9 meses o proprietário da usina, Eduardo Cooper, não teve o que fazer com o excesso de energia, e assim resolveu minerar Bitcoin.

A usina que funciona há mais de 30 anos poderia fechar caso a energia produzida não fosse vendida, e devido à dificuldade, o proprietário que era cético com as criptomoedas aceitou o desafio.

Primeiramente a usina investiu em um número pequeno de máquinas de mineração, mas os investimentos foram aumentando e atualmente a usina já empreendeu mais de US$ 500.000 dólares em mineração de Bitcoin.

Cooper disse que no começo não acreditava nas criptomoedas, mas depois viu que a eletricidade que estavam desperdiçando era mais que suficiente para bancar o negócio de mineração.

De acordo com Cooper as condições para a mineração de criptomoedas no país são excelentes, uma vez que a eletricidade é barata e a rede de internet funciona sem interrupções.

Agora o empresário busca parcerias com o governo para que o país implemente e amplie o negócio de mineração de Bitcoin.

Cooper disse que a mineração no país é feita de forma amadora, ou por simpatizantes das criptomoedas, isoladamente.

Esta não é a única hidrelétrica a minerar Bitcoins no mundo.

No estado de Nova Iorque, nos Estados Unidos, também existe uma hidrelétrica que minera Bitcoins utilizando energia renovável.





Fonte: BITNOTICIAS.COM.BR

Comments (No)

Leave a Reply