Gestora Hashdex anuncia implementação dos tokens UNI e FIL a seu índice cripto – Money Times


Com a oscilação do mercado em maio, os fundos da gestora foram abalados, mas o desempenho dos fundos Hashdex 100 e BTC 100 continua alto: 54,8% e 27,6%, respectivamente (Imagem: Twitter/Hashdex)

Nessa quarta-feira (2), a gestora brasileira de criptoativos Hashdex divulgou sua carta mensal referente ao mês de maio.

No mês passado, o índice Nasdaq Crypto Index (NCI) — anteriormente conhecido como Hashdex Digital Assets Index (HDAI) , teve um desempenho de -28,5%.

O desempenho anual do índice está em cerca de 60,3%.

Ethereum: a segunda maior moeda do mercado de criptoativos

O NCI não segue um número fixo de criptoativos e é ajustado trimestralmente, de acordo com o amadurecimento do mercado cripto.

Os três ativos de menor queda no mês de maio foram ether (ETH), chainlink (LINK) e stellar lumens (XLM).

Na carta mais recente, a gestora afirmou que irá rebalancear o índice NCI, dando as boas-vindas a dois novos constituintes os tokens uniswap (UNI) e filecoin (FIL) e afirma:

[a] entrada de novos ativos era uma questão de tempo, visto que a tendência é que, conforme ganhem robustez, novas criptos atendam aos rígidos critérios de elegibilidade do NCI […].

A partir de agora, o índice NCI é composto por oito criptoativos (Imagem: Hashdex)

O mês de maio ficou marcado pela grande queda do mercado cripto desde o abalo econômico causado pela COVID-19 em março de 2020, que desestabilizou grande parte dos principais ativos, já que “os primeiros onze dias de maio não davam indícios da tempestade que viria a seguir”.

Mencionam o tuíte de Elon Musk, em 12 de maio, que anunciava a suspensão de pagamentos em bitcoin (BTC) pela grande fabricante de carros elétricos Tesla (TSLATSLA34), afirmando que, uma semana, tanto a criptomoeda como o índice NCI haviam perdido ⅓ de seu valor.

Outro direcionador da queda foi a repressão a atividades de negociação e mineração de bitcoin na China. Assim, o bitcoin sofreu uma queda e passou a ser negociado em US$ 30 mil. A gestora comenta:

É sempre válido lembrar que os criptoativos não possuem mecanismos de contenção em situações de pânico, como o circuit breaker das bolsas de ações. 

Além disso, por ser um mercado pouco regulado, muitas exchanges oferecem produtos com alta alavancagem e execução automática das garantias depositadas em margem.

Isso faz com que um primeiro movimento de queda dispare a venda dessas posições em margem, o que causa uma nova queda e inicia uma reação em cadeia.

A Hashdex também menciona a mudança de opinião do fundo de hedge Ray Dalio, um antigo crítico do bitcoin, que acredita no sucesso dessa classe de ativos e afirma possuir alocações.

Além disso, é importante mencionar que, atualmente, HASH11, o fundo negociado em bolsa (ETF) de cripto da Hashdex, está precificado a R$ 36 na B3, com um patrimônio líquido de US$ 1,44 bilhão.





Source link

Comments (No)

Leave a Reply