Fundo científico de US$ 1 bilhão busca projetos blockchain para expandir expectativa de vida

Cientistas estão continuamente buscando maneiras de aumentar a expectativa humana, e o blockchain pode ser a parte que faltava no quebra-cabeça. A Longevity Science Foundation, uma entidade suíça lançada por um consórcio de criadores de biotecnologia, médicos e instituições líderes em pesquisas de longevidade, pretende gastar mais de US$ 1 bilhão nos próximos 10 anos para encontrar meios baseados em tecnologia para alcançar uma expectativa de vida humana de 120 anos.

A fundação busca financiar pesquisas, instituições e projetos que usam blockchain e outras tecnologias de última geração para encontrar novos horizontes em quatro áreas críticas do campo, a saber: terapêutica, medicina personalizada, inteligência artificial (IA) e diagnóstico preventivo. Em um anúncio, a fundação afirma que tais projetos podem fazer uma diferença significativa na vida das pessoas, até mesmo dentro de cinco anos.

Aplicar conceitos teóricos sobre longevidade no mundo real é o objetivo principal do grupo. A fundação visa transformar, por meio de doações, descobertas científicas e avanços tecnológicos em tratamentos e soluções clínicas.

“Ao identificar e financiar os avanços mais promissores e de ponta, a Fundação busca abordar uma das questões mais urgentes na ciência e a desigualdade radical da aplicabilidade da medicina da longevidade no acesso e compreensão do tratamento focado na longevidade”, diz o anúncio.

Os contribuintes da fundação, que também podem fazer doações com criptomoedas, terão direito a voto para opinar na decisão de quais projetos receberão financiamento. Um conselho visionário pré-selecionará e avaliará os candidatos potenciais “por sua solidez técnica e impacto potencial na longevidade humana”.

Conhecido por seu trabalho em tecnologia de longevidade, d Dr. Alex Zhavoronkov faz parte do Conselho Visionário da Fundação. Ele também é consultor do mercado de dados médicos de blockchain Longenesis, que lançou um projeto conjunto com o Bitfury Group para estabelecer um sistema de gerenciamento de consentimento baseado em blockchain para o setor de saúde.

“A Fundação criou um mecanismo único e transparente para impulsionar a pesquisa de longevidade precoce em todo o mundo e garantir a participação pública em massa na tomada de decisões”, disse o Dr. Zhavoronkov.

Quanto à forma como a tecnologia pode ajudar na pesquisa de saúde, o sócio-gerente Garri Zmudze da LongeVC disse à Cointelegraph que, se emparelhado com IA, o blockchain pode desbloquear centenas de terabytes de dados hospitalares não estruturados para análise posterior.

LEIA MAIS: 

Direcione seus links para OKEx em artigos, blogs e vídeos, ou coloque anúncio em seu site. O melhor programa de afiliados está na OKEx com comissões de 60%, as mais altas do mercado.

Obtenha seu link agora na OKEx!



Fonte: cointelegraph.com.br

Comments (No)

Leave a Reply