Funcionários do alto escalão do FED estão proibidos de transacionar e possuírem criptoativos


O Comitê Federal de Mercado Aberto do Federal Reserve dos EUA adotou novas regras que proíbem funcionários de alto escalão do departamento de investir em ativos digitais.

Escravos do Estado

Uma divisão do Sistema de Reserva Federal (FED) dos Estados Unidos, o Comitê de Mercado Aberto (FOMC), adotou por unanimidade novas regras para as atividades de investimento e negociação de seus altos funcionários.

Agora os funcionários do FED não podem possuir e negociar criptoativos.

De acordo com o FOMC, “os funcionários sujeitos às novas regras terão 12 meses a partir da data de vigência das regras para alienar todos os ativos inelegíveis”.

As primeiras regras de opressão financeira aos altos funcionários do FED foram aprovadas em outubro de 2021, mas os criptoativos não haviam sido citados.

Na revisão do documento o Comitê do FED incluiu os criptoativos.

Repressão já que está incomodando

A problemática gira em torno das divergências internas da alta administração do Fed, causadas por conflitos de interesses que não agradam o FED.

O FED justificou que os criptoativos formam incluídos na revisão de fevereiro, para “reforçar a imparcialidade e integridade do trabalho do Comitê, protegendo até mesmo contra a aparência de qualquer conflito de interesse”.

O interessante é que a nova regra é imparcial, pois é aplicada apenas aos presidentes do Reserve Bank, membros do conselho, vice-presidentes seniores, diretores de pesquisa, funcionários do FOMC e seus familiares imediatos.

O fato é que há diversos membros do alto escalão do Governo e de Entidades regulatórias que são adeptos aos criptoativos, e por se manifestarem contra as políticas do FED ou da SEC estão incomodando estas Entidades.

Na semana passada a senadora Cynthia Lummis, que é membro do FED, sugeriu que a Entidade deveria investir em bitcoin (BTC) como reserva de valor, e foi reprimida por outro membro do FED, Randal Quarles, que disse que isto não aconteceria tão cedo.





Fonte: BITNOTICIAS.COM.BR