Empresa dos EUA listada na Nasdaq vai criar própria de máquina de mineração de bitcoin



A Sino-Global Shipping America, empresa global do ramo de transportes listada na Nasdaq, anunciou na segunda-feira (04) a criação de uma joint venture em parceria com a empresa de blockchain HighSharp. Por meio da colaboração, e com um primeiro aporte de US$ 10 milhões, a companhia vai desenvolver sua própria máquina de mineração de bitcoin, já batizada ‘Thor Bitcoin Mining Machine’.

O novo empreendimento em conjunto, segundo o comunicado da empresa de Nova York (EUA), vai dar os primeiros passos para a realização do projeto, como os registros necessários de patente, como design e características do novo produto, e estratégias de branding, marketing e vendas. Nos próximos anos, diz o comunicado, a Sino-Global vai investir cerca de US$ 50 milhões.

Para o fundador e CEO da Sino Global, Lei Cao, a escassez de componentes para produtos de mineração abre uma oportunidade para investimento no que ele chamou de empreendimento valioso.

“Este é um grande desenvolvimento estratégico para a Sino-Global com potencial para benefícios financeiros significativos de longo prazo”, comentou Cao. Segundo ele, o plano é preencher esse vácuo e avançar agressivamente no setor e assim poder trazer mais valor tanto para a empresa quanto para seus acionistas.

O nome que escolhemos ressalta os consideráveis ​​recursos combinados de nossa JV, conhecimento de mercado e capacidade de atender à demanda não atendida por máquinas de mineração digital confiáveis ​​e de alta qualidade. Mudanças recentes na política de criptografia, combinadas com a escassez global de componentes, têm servido para remover a capacidade de produção de mineração digital valiosa. 

Sobre o nome dado à futura máquina de mineração de bitcoin, a Sino disse que escolheu ‘Thor’, o nome do super-herói da Marvel, porque o termo “ressalta os consideráveis ​​recursos combinados de nossa JV”.

Sino na mineração de bitcoin

Acostumada a abastecer grandes cargas de navios, recentemente a empresa também passou a navegar no mundo das criptomoedas. Conforme ressalta a nota, a companhia também tem se diversificado no novo setor.

Em março deste ano, a empresa anunciou a compra de 60% da empresa de infraestrutura de blockchain, Super Node LLC, cuja sede fica no estado americano Delaware. A transação de ações foi avaliada em US$ 5 milhões.

Mas foi em fevereiro que a empresa destacou seus planos para o mercado de criptomoedas, notícia que fez suas ações dispararem mais de 100%, conforme revelou o Coindesk na época. Naquela ocasião, a Sino Global revelou a intenção de adquirir inicialmente máquinas de mineração de bitcoin através da Bitmain.



Source link

Comments (No)

Leave a Reply