El Salvador tem prejuízo de US$ 33 milhões com queda no preço do bitcoin



A aposta em bitcoin (BTC) por El Salvador não parece estar compensando.

O valor dos 2.301 BTC adquiridos pelo país latino-americano caiu US$ 33 milhões à medida que o preço do bitcoin atingiu, esta semana, seu menor preço desde dezembro de 2020.

Presidente Nayib Bukele gastou um total de US$ 103 milhões em bitcoin, segundo dados compilados pela agência de notícias Bloomberg, após El Salvador ter transformado o token em uma moeda corrente em 2021. Atualmente, o caixa em bitcoin de El Salvador vale apenas US$ 70 milhões.

Aparentemente, sem se deixar abalar pela recente queda de mercado, na segunda-feira (9), Bukele anunciou que havia adquirido mais 500 BTC, tuitando que El Salvador estava “comprando na queda”. Essa aquisição equivale a US$ 15,3 milhões.

Falta de transparência

El Salvador se tornou o primeiro país a tornar o bitcoin em moeda corrente em 7 de setembro de 2021. No mesmo mês, El Salvador havia adquirido 150 BTC; em outubro, mais 420 BTC. 

Bukele é alvo de críticas por sua falta de transparência em como El Salvador gerencia suas alocações em bitcoin, quem controla as chaves privadas e o uso do dinheiro público para o projeto de bitcoin do presidente.

Apesar dos alertas de autoridades americanas, do setor bancário e do Fundo Monetário Internacional (ou FMI) — além de protestos contra a adesão ao bitcoin pelos próprios cidadãos —, Bukele não suspendeu seus planos. Recentemente, divulgou sua proposta para uma “Cidade de Bitcoin”.

 

Desde a alta recorde de US$ 68.789 por moeda em novembro de 2021, o bitcoin perdeu 55,4% de seu valor, sendo negociado nesta sexta-feira (13) a US$ 30,6 mil, segundo dados do CoinMarketCap.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.





Source link