Duas novas criptomoedas chegam ao mercado prometendo pagar os usuários para navegar e ouvir musica

O mundo de possibilidades aberto pelos protocolos de finanças descentralizadas (DeFi) vem ajudando a remodelar a forma como as pessoas interagem com os conteúdos e protocolos digitais, como ocorre com o game Axie Infinity, que remunera os jogadores por sua interação no jogo ou o navegador Brave que paga seus usuários por navegarem em seu browser.

Seguindo esta linha duas novas criptomoedas vem surgindo no Brasil prometendo rentabilizar seus usuários por interação com suas respectivas plataformas.

Uma delas a ThreeFold destaca que nasceu com o objetivo de operacionalizar uma internet segura, transparente, sustentável e resiliente para todas as pessoas.

“A internet como estamos acostumados é operacionalizada em grandes data centers, com alto custo e centralização. Conforme a estrutura da internet cresceu, os processos se tornaram mais complexos. Na contramão da expansão, mais da metade da população mundial ainda não possui acesso à internet e nós, utilizadores, nos tornamos o produto, perdendo controle sobre nossos próprios dados. Na atual estrutura, conflitos geopolíticos podem derrubar o acesso à comunicação e à internet como conhecemos”, destacam os desenvolvedores do projeto.

Para solucionar este problema de centralização a criptomoeda pretende construir uma grande rede de Web4.0, no qual os computadores se conectam uns aos outros, criando uma internet peer-to-peer que no protocolo é habilitada pelo software 3Nodes.

Segundo os desenvolvedores, os indivíduos que adotam um 3Node passam a receber recompensas através do ThreeFold Token (TFT), que é o token nativo da plataforma é usado para comprar serviços de internet autônomos e descentralizados (computação, armazenamento, aplicativos) no grid da Threefold.

Atualmente, já existem 3Nodes operando no Brasil e agora a equipe por trás do projeto anunciou uma expansão na América Latina, buscando o aumento de novos nodes para acelerar o processo de navegação na Web 4.0.

Música

Outro projeto que promete remunerar seus usuários por meio da interação com a plataforma é a criptomoeda brasileira Funkcoins, que pretende ser um marketplace no qual novos talentos podem buscar recursos para financiar sua carreira.

“Nós temos como objetivo principal lançar uma plataforma online descentralizada para unificar e organizar comunidades de profissionais de vários estilos musicais, a fim de criar um livre comércio entre eles”, destacaram os desenvolvedores do projeto.

Assim, segundo explicaram ao Cointelegraph, nesta plataforma, por exemplo, uma pessoa que queira se lançar como cantor, poderá iniciar uma campanha de arrecadação dos investidores, no modelo de crowdfunding e fazer seu lançamento alí mesmo, mostrando seu potencial, links dos seus vídeos, aspirações, etc.

Além disso, produtoras, influencers, divulgadores, entre outros atores do ecossistema da música poderão se cadastrar na plataforma e oferecer seus serviços para os novos talentos e para toda a comunidade.

“Hoje, estamos focando no FUNK e acertando os detalhes da primeira produtora associada do projeto. Também estamos acertando os detalhes com alguns MCs que vão lançar campanhas na plataforma e parceiros na divulgação de conteudo”, revelaram.

Para os holders do projeto os desenvolvedores afirmam que haverá um programa de recompra e queima dos tokens lançados que será operacionalizado com a monetização da plataforma.

Além disso, os responsáveis pelo projeto destacam que já foi firmada parceria com duas ongs que apoiam a formação de novos talentos e também um apoio ao projeto “no corre”, um projeto social que selecionará mais de 30 jovens que desejam lançar carreiras musicais para receber um incentivo em seu sonho.

O texto não é uma recomendação de investimento. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco. Você deve conduzir sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

LEIA MAIS

Direcione seus links para OKEx em artigos, blogs e vídeos, ou coloque anúncio em seu site. O melhor programa de afiliados está na OKEx com comissões de 60%, as mais altas do mercado.

Obtenha seu link agora na OKEx!



Fonte: cointelegraph.com.br

Comments (No)

Leave a Reply