Dogecoin salta mais de 10% após notícias da Tesla enquanto Bitcoin recua


Nesta sexta-feira (14) sangrenta, enquanto o bitcoin e a maioria das altcoins estão no vermelho, Dogecoin roubou a cena com um aumento de dois dígitos após um anúncio da Tesla.

Confira também no Resumo de Mercado de hoje a evolução do processo inflacionário e o impacto da corrida eleitoral no desempenho dos ativos domésticos. 

Bitcoin recua

Após a última queda de preço na segunda-feira, na qual a principal criptomoeda caiu abaixo de US$ 40.000 pela primeira vez em quase quatro meses, o ativo começou a recuperar valor rapidamente.

Ele saltou para US$ 42.000 antes de subir para US$ 44.000 na quarta-feira, quando os EUA anunciaram seus números de taxa de inflação mais alta em 40 anos. Naquele momento, o bitcoin subia 5% enquanto inflação dos EUA chegou a 7%.

Após uma breve retração, o BTC voltou à ofensiva e atingiu uma alta semanal de US$ 44.500 ontem. No entanto, foi aí que a situação mudou. 

Em vez de ir mais ao norte, o bitcoin caiu mais de US$ 2.000 em horas. A partir de agora, o BTC recuperou algumas centenas de dólares, mas ainda está cerca de 3% abaixo no dia.

Leia Mais: Tonga pode tornar Bitcoin moeda oficial do país, diz ex-membro do Parlamento

As recentes quedas do bitcoin deixaram os investidores receosos. De acordo com o Índice de Medo e Ganância do mercado de criptomoedas, o sentimento atual do mercado é de “medo extremo”. 

Como resultado, sua capitalização de mercado caiu para pouco mais de US$ 800 bilhões e sua dominância líquida ficou em torno de 71%. 

Inflação e corrida eleitoral

O discurso mais apaziguador do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, chegou a tranquilizar investidores sobre o ritmo de normalização da política monetária nos Estados Unidos. 

Porém, a bolsa brasileira acabou afetada por uma nova queda firme dos principais índices acionários em Wall Street, o que a impediu de enfileirar um terceiro dia de ganhos consecutivos.

Após ajustes, o Ibovespa fechou aos 105.529 pontos, perda de 0,15%. Após tocar 106.251 pontos na máxima, o índice acabou sucumbindo aos movimentos ainda vacilantes do apetite por risco lá fora – cuja principal vítima foi o Nasdaq, que recuou 2,51%.

No mercado de câmbio, sinais de fluxo no fim da manhã chegaram a fazer o dólar flertar com o patamar psicológico de R$ 5,50. A piora no cenário externo, no entanto, acabou interrompendo esse movimento e a moeda fechou cotada a R$ 5,52, baixa de apenas 0,14%.

“O crescimento econômico de 2022 e dos anos seguintes será fortemente impactado pelas decisões tomadas nos próximos meses, e quanto mais irresponsáveis e sem lastro econômico forem essas decisões, piores serão os resultados no médio prazo”.

“Desta forma, a evolução do processo inflacionário e da corrida eleitoral serão cruciais para o desempenho dos ativos domésticos nos próximos meses”, afirma a equipe da Ibiúna Investimentos, em relatório mensal.

Dogecoin salta mais de 10%

As moedas alternativas imitaram o desempenho do BTC ultimamente, com ganhos notáveis ​​nos últimos dois dias. No entanto, a paisagem é bem diferente hoje. A Ethereum chegou perto de US$ 3.400 ontem, mas um declínio de 3,4% empurrou a segunda maior criptomoeda para pouco menos de US$ 3.300. 

BNB, SOL, ADA, XRP, DOT, LUNA, AVAX, SHIB e MATIC também estão no vermelho hoje. 

Em contraste, a memecoin favorita do bilionário Elon Musk subiu mais de 10% em 24 horas. Esta é uma consequência direta das notícias positivas vindas da Tesla. 

A empresa de carros elétricos de Elon Musk permitiu que seus clientes usassem o Dogecoin para pagar por seus produtos, o que causou o aumento de preço repentino do token. 

Embora agora aceite o DOGE, a empresa também esclareceu que não está aceitando nenhuma outra criptomoeda. A empresa declarou que não pode receber outros ativos além do DOGE em seu site.

A empresa disse aos clientes que “ativos digitais não Dogecoin enviados para a Tesla não serão devolvidos ao comprador”.

Além disso, os itens comprados com DOGE “não podem ser devolvidos, trocados ou cancelados”. A Tesla considera todas as vendas feitas através do DOGE como finais e não podem ser trocadas por dinheiro.

O resultado das principais altcoins nas últimas 24 horas é o seguinte: Ethereum (-3,41%), Binance Coin (-1,51%), Solana (-4,05%), Cardano (-2,24%), Ripple (-2,35%), Polkadot (-1,72%), Terra (-4,37%), Dogecoin (+12,07%), Avalanche (-5,70%), Shiba Inu (-2,94%) e Polygon (-6,31%). 

De acordo com o CoinGoLive, a capitalização de mercado de todos os ativos cripto diminuiu para cerca de US$ 2,15 trilhões nesta sexta-feira.

Acompanhe as notícias do mercado cripto no grupo do Telegram do Cointimes (acesse) e tenha um ótimo dia de negociações.

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br





Fonte: cointimes.com.br

Comments (No)

Leave a Reply