Depois de criar ChatGPT e criptomoeda Worldcoin, Sam Altman agora vai fazer chip


Sam Altman, CEO da OpenAI, está em negociações com diversos investidores, incluindo o governo dos Emirados Árabes Unidos, para levantar fundos para uma nova iniciativa tecnológica. O objetivo dessa iniciativa é impulsionar a capacidade mundial de fabricação de chips e sua capacidade de potencializar a inteligência artificial (IA).

De acordo com relatos, os planos de captação de recursos de Altman buscam resolver as restrições ao crescimento da OpenAI, incluindo a escassez de chips de inteligência artificial (IA) necessários para treinar grandes modelos de linguagem por trás de sistemas como o ChatGPT.

Segundo a Associação da Indústria de Semicondutores (SIA), as vendas globais de chips devem saltar para US$ 595,3 bilhões este ano, refletindo um aumento de 13,1% em comparação com uma queda de 8% em 2023. No entanto, aparentemente, os investidores consideram o alvo de captação de recursos de Altman alto. No momento da redação deste artigo, a maioria dos investidores avalia a OpenAI em US$ 80 bilhões.

Sam Altman

Seguindo com os planos, Altman está supostamente buscando uma parceria potencial entre a OpenAI, investidores, fabricantes de chips e provedores de energia. Em última análise, o CEO planeja que todas as partes envolvidas colaborem na construção de fundições de chips a serem operadas por fabricantes de chips. Relatos indicam que grande parte do esforço poderia ser financiada por dívida, com discussões já em estágios iniciais.

A OpenAI de Altman foi fundada em dezembro de 2015 e tem sede nos Estados Unidos, concentrando-se em pesquisa e fornecimento de soluções dentro da indústria de IA. Segundo informações no site da empresa, sua missão é garantir que a inteligência artificial geral beneficie toda a humanidade.



Fonte: BITNOTICIAS.COM.BR