Crise – Caiu drasticamente os investimentos em publicidade cripto no primeiro semestre do ano


De acordo com a Sensor Tower, no primeiro semestre do ano os gastos de empresas cripto com publicidade foram muito baixos.

Economia em baixa

O serviço de ecossistemas de aplicativos móveis, Sensor Tower, informou que no primeiro semestre do ano os gastos com publicidade de empresas como Coinbase, Gemini Trust e FTX Trading foram “quase nulos”.

Segundo a empresa, após um aumento nos contratos de patrocínio no final de 2021 para várias empresas de criptoativos, agora em 2022 o mercado desacelerou drasticamente.

O início do ano ainda foi bom para o mercado publicitário, mas desde meados de fevereiro o volume caiu drasticamente.

Vale lembrar que o início do ano teve o Super Bowl, evento de futebol americano que teve grande publicidade das exchanges critpo.

De acordo com o analista da Sensor Tower, Dennis Yeh, a redução nos orçamentos de publicidade foram devidos às incertezas macroeconômicas.

Os cortes mais significativos vieram da Crypto.com, que reduziu seus investimentos de cerca de US$ 40 milhões em janeiro para US$ 2,1 milhões em maio.

Outra que reduziu seu orçamento publicitário foi a Gemini, investiu US$ 500 mil em maio, bem abaixo dos US$ 3,8 milhões de janeiro.

A Coinbase suspendeu os gastos com anúncios, e também o recrutamento de funcionários.

“Os mercados estão em crise e com os baixos valores dos criptoativos fica mais difícil atrair novos clientes e formalizar novas parcerias e investimentos”, disse Yeh.

Para o CTO, “já é difícil quando a recessão afeta os mercados, mas o mercado cripto perde mais porque o seu produto perde muito valor em relação ao dólar”.

E que para tanto, “devem cortar gastos como está acontecendo com publicidade, e também com funcionários”, completou.





Fonte: BITNOTICIAS.COM.BR