Contra inflação – Bitcoin, e não ouro


A velha discussão entre Bitcoin e ouro talvez nunca deixará de existir.

Para os céticos ou supostamente mais “retrógrados”, o ouro é melhor.

Para os mais “moderninhos”, o ouro digital está aí e se chama Bitcoin.

O ponto é que os investidores institucionais não estão nem aí para essa discussão, pois querem é se proteger da inflação.

Três fatores

Os analistas do Banco JPMorgan disseram que o aumento no preço do Bitcoin nas últimas semanas se deve ao fato de que os investidores institucionais estão investindo na criptomoeda para se protegerem contra a inflação.

De acordo com uma publicação do Business Insider, os analistas identificaram três razões principais para o aumento do preço do BTC nas últimas semanas.

São elas:

1 – As garantias recentes dos políticos norteamericanos de não seguirem a China no quesito banir os criptoativos;

2 – O aumento da popularidade da Lightning Network, e isso é relativo à El Salvador e a doção da criptomoeda como de curso Legal.

3 – As preocupações com a inflação.

Nesse terceiro ponto, como o ouro não tem sido um hedge confiável contra a inflação nos últimos meses os investidores estão procurando soluções alternativas.

Do ouro para o Bitcoin

De acordo com o JPMorgan, apenas este ano mais de US$ 10 bilhões de dólares foram sacados de fundos negociados em Bolsas (ETFs) de ouro, enquanto mais de US$ 20 bilhões de dólares foram colocados em investimentos de Bitcoin.

“O aumento do domínio do Bitcoin é uma tendência saudável, pois é mais provável que reflita a participação institucional”, disseram os analistas do JPMorgan.

É que enquanto o Bitcoin apresenta variação positiva de pouco mais de +80% este ano, o ouro em contrapartida possui depreciação de aproximados -7%.

.

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! Acesse: http://www.bitcointrade.com.br/





Fonte: BITNOTICIAS.COM.BR

Comments (No)

Leave a Reply