China revela como estrangeiros poderão usar yuan digital


O cartão de e-CNY deverá ser usado em larga escala durante os próximos Jogos Olímpicos de Inverno, programados para fevereiro de 2022, em Pequim (Imagem: Weibo/Jiangsu TV)

O Banco Central da China, um dos “quatro grandes” bancos estatais comerciais, apresentou um protótipo de máquina desenhada para permitir que estrangeiros façam uso da moeda digital emitida por banco central (CBDC, na sigla em inglês), da China. 

Durante o 4º Digital China Summit, organizado por diversos ministérios do governo chinês no último final de semana, o Banco Central da China (PBoC) fez a demonstração mais extensiva até agora de seu trabalho em yuan digital, conhecido como e-CNY ou DCEP. 

O PBoC não somente teve sua própria área de exibição para educar o público sobre a adoção de e-CNY, como grandes bancos estatais comerciais e gigantes da tecnologia – como Ant Group da Alibaba, Tencent, JD.com e Huawei – também expuseram no evento seus serviços de carteiras de e-CNY.

Essas iniciativas indicam que a China está se aproximando do lançamento do yuan digital.

Hering: como fica a ação agora? Cenário para microcap parece promissor

Além disso, os desenvolvimentos mostraram a concorrência entre os emissores de yuan digital – os bancos estatais comerciais e fornecedores de pagamento terceirizados, como AliPay e WeChat Pay – a qual está se acentuando, à medida que desejam aumentar suas participações de mercado no futuro. 

No evento, pela primeira vez, o Banco Central da China apresentou um protótipo de máquina que pode converter 16 moedas estrangeiras em e-CNY, conforme uma publicação feita pela Yicai, ontem (26). 

A ideia é que estrangeiros com passaporte válido possam colocar cédulas de seus países na máquina, a qual irá emitir um cartão físico de e-CNY, com base na taxa de câmbio. O cartão se assemelha ao hardware da carteira de yuan digital.

O protótipo do cartão de e-CNY para estrangeiros também apresenta uma pequena tela que mostra o saldo disponível no hardware da carteira e pode ser usado em lojas que tenham um terminal de pagamentos em e-CNY.

O comunicado informou que o cartão deverá ser usado em larga escala durante os próximos Jogos Olímpicos de Inverno, que deverão acontecer em fevereiro de 2022, em Pequim. 

Adoção mais ampla

Apesar de a China ainda não ter definido uma data exata para o lançamento oficial, o país está tentando ampliar o uso da moeda digital gradualmente, por meio de testes. 

Com a chegada do feriado nacional de 1º de maio na China, o governo de Xangai espera conduzir sua primeira campanha de distribuição de e-CNY em toda a cidade, a fim de aumentar a conscientização pública bem como impulsionar o consumo doméstico, acrescentou o comunicado feito por Yicai.

Não foi divulgada a quantia que será distribuída, mas Xangai deverá se tornar a quinta cidade chinesa a emitir e-CNY de graça, atrás somente dos municípios de Shenzhen, Suzhou, Pequim e Chengdu.

Conforme noticiado pelo Jiemian, ontem (26), a gigante de e-commerce JD.com anunciou, durante o Digital China Summit, que seu suporte ao yuan digital irá além de compras on-line.

A empresa afirmou que testou pagar dois de seus fornecedores, assim como o salário de alguns funcionários em yuan digital neste ano. 

No evento, Ant Group e Tencent também demonstraram seus serviços em carteiras de e-CNY ao público, pela primeira vez. 

Apesar de ser conhecido desde 2019 que o Ant Group e o Tencent participam do processo de desenvolvimento e yuan digital, as empresas se mantiveram discretas quanto aos detalhes, principalmente porque o IPO duplo da Ant Group, em Xangai e Hong Kong, foi barrado por reguladores chineses.

Recentemente, o Ant Group conduziu um teste interno de yuan digital de três dias por meio do aplicativo AliPay para funcionários autorizados em Xangai. 

Além disso, no evento, a Huawei divulgou um protótipo de design para como o e-CNY pode ser usado em um ambiente off-line para pagar estadias em hotéis automatizados.

O vídeo de demonstração do Global Times mostra que a ideia é permitir que usuários façam check-in e paguem por uma estadia de hotel em yuan digital, ao encostarem seus telefones celulares em uma terminal na porta, por meio da capacidade “encoste e pague” de e-CNY.



Source link

Comments (No)

Leave a Reply