Bruno, da dupla com Marrone, se manifesta após polêmica de fotos no Instagram com procurado



Após quase uma semana da polêmica gerada por duas fotos publicadas no Instagram pelo cantor Bruno, da dupla Bruno e Marrone, o artista se manifestou sobre sua estadia em Dubai, nos Emirados Árabes, e sobre as imagens onde ele aparece com Danilo Santana, foragido da Justiça brasileira acusado de um golpe de R$ 200 milhões com bitcoin.

‘Só agora estou processando as informações que estou recebendo”, disse Bruno em nota enviada pela assessoria do artista ao Portal do Bitcoin na noite de quinta-feira (22).

A assessoria também explicou por que Bruno foi para Dubai e sua relação com ‘Dubaiano’, como Danilo se apresenta no Instagram, e da dificuldade em contatar o cantor em meio à polêmica das fotos.

“Somente na manhã hoje conseguimos contato com Bruno e apuramos que a viagem para Dubai estava programada há algum tempo, para comemorar o aniversário do cantor, como ele sempre faz. Chegando lá, conheceu Danilo Santana, por intermédio de amigos em comum. Ressaltamos que Bruno, só teve conhecimento dos processos e acusações envolvendo Danilo Santana após sua postagem”, diz a nota.

Noticiado em primeira mão pelo Portal do Bitcoin na tarde do domingo (18), o caso repercutiu em vários jornais brasileiros no decorrer da semana. Na noite de quarta (21), por exemplo, o apresentador do Cidade Alerta, Luiz Bacci, pediu insistentemente no ar que o cantor apagasse as fotos, acreditando que tais publicações poderiam prejudicar o cantor.

“O fato é que onde o Bruno está a polícia também queria estar para prender esse homem”, disse Bacci na ocasião.

Bruno e Dubaiano no Instagram

No início da semana, duas fotos no Instagram — ainda disponívels — revelaram que Bruno esteve em companhia de um procurado da Justiça brasileira, o suposto golpista do bitcoin Danilo Vunjão Santana Gouveia, vulgo ‘Dubaiano’, que inclusive ganhou do Instagram uma conta verificada.

Danilo Santana é acusado de liderar a D9 Clube de Empreendedores, um golpe com bitcoin que prometia lucros de mais de 30% ao mês e que lesou clientes em R$ 200 milhões. Se pisar em solo brasileiro, ele pode ser preso, já que é considerado foragido pela Justiça após uma denúncia do Ministério Público da Bahia em 2018.

Em um vídeo no Cidade Alerta a defesa de Danilo disse que jamais existiu crime, mas que providências estão sendo tomadas para reparação de danos.



Source link

Comments (No)

Leave a Reply