BlockTrace lança ferramenta que reúne dados de carteiras de outras analistas – Money Times


BlockTrace
Mesmo sendo uma grande fornecedora de serviços ao governo americano, com lançamento do Fusion, a BlockTrace também está se tornando uma companhia comercial (Imagem: Crypto Times)

A BlockTrace, empresa de análise de blockchains, está lançando Fusion, uma Interface de Programação de Aplicação (API, na sigla em inglês) que reúne conjuntos de dados de blockchain de outras empresas analistas. 

Fusion irá reunir conjuntos de dados de blockchains, contendo informações de identificação de carteiras cripto de empresas, como Elliptic e CipherTrace assim como outras companhias no futuro. 

Com sede na cidade de Austin, no estado do Texas, a BlockTrace entrou no setor cripto em 2015, quando fazia parte de um programa de três meses, chamado “Barclays Accelerator”, em Londres.

Desde então, tem sido uma grande provedora de serviços ao governo dos Estados Unidos, juntamente com instituições de riscos financeiros, ao mesmo tempo em que se mantém discreta no mercado.

Porém, com Fusion, a empresa está se tornando comercial. 

“Nosso principal objetivo, ao anunciar Fusion publicamente, é ganhar a atenção de empresas cripto e de bancos que estejam em busca de uma solução abrangente de cripto contra a lavagem de dinheiro”, disse Shaun MaGruder, fundador da BlockTrace. 

Em seu anúncio do Fusion, a BlockTrace identifica “uma terceira geração de ameaças de lavagem de dinheiro” enfrentadas pelas autoridades. A API do Fusion possibilita que clientes acessem dados de blockchain anteriormente inacessíveis para ajudar a combater essas ameaças.

Apesar de ser atualmente limitada a poucos clientes, a lista poderá ser expandida, se mais fornecedores permitirem o acesso do Fusion.

“Também vale a pena mencionar que poderemos adicionar a funcionalidade de outros fornecedores, como a Chainalysis, sem esses serem parceiros oficiais do Fusion.

Tudo o que precisamos é de um documento de integração da API antilavagem de dinheiro pelo fornecedor, para adicionar funcionalidades complementares ao Fusion. É bem simples de realizar essas mudanças”, disse MaGruder. 

Aumento da demanda por análise de blockchain

Análise de blockchain é um setor em crescimento. Grandes exemplos de uso ilícito de cripto – como o ataque de ransomware à Colonial Pipeline – chamaram a atenção do público para a necessidade de investigações minuciosas de blockchains.

Isso significa que investigadores, desde autoridades criminais a serviços de inteligência e assessores privados de riscos financeiros, estão remodelando suas operações para rastrear transações cripto. 

Na semana passada, a agência do Serviço de Imigração e Controle de Aduanas dos Estados Unidos (ICE) em Dallas fechou um contrato de US$ 36 mil com a BlockTrace. Nem MaGruder nem o agente da ICE responsável deram detalhes sobre o assunto. 

O contrato é, relativamente, de uma quantia pequena, comparado à arrecadação de US$ 14 milhões que a empresa de análises TRM Labs obteve na semana passada.

No entanto, a conquista do TRM Labs se torna pequena quando comparada à avaliação de US$ 2 bilhões que a Chainalysis, principal empresa contratada pelo governo americano, atingiu em março.



Source link

Comments (No)

Leave a Reply