Blockchain: a grande estrela quando se trata da tokenização



Quando se trata da tokenização, a Blockchain é um dos temas mais relevantes para entender melhor, uma vez que, quando falamos de tokens de ativos, ela é um dos conceitos básicos.

Preparei este artigo para que seja possível mostrar como a Blockchain é extremamente importante para todo o processo de tokenização e que é ela a responsável por garantir a segurança nas transações.

O que é Blockchain?

Você sabia que a Blockchain teve a sua origem junto ao Bitcoin no ano de 2008? Isso ocorreu porque foi a partir da criptomoeda que a Blockchain foi executada pela primeira vez. O conceito surgiu com o artigo acadêmico Bitcoin: um sistema financeiro eletrônico peer-to-peer, de autoria de Satoshi Nakamoto (pseudônimo do suposto criador do Bitcoin).

Entretanto, é importante ter em mente que a Blockchain não é apenas uma única tecnologia que serve para resolver vários problemas que “assombram” o mercado. Na verdade, ela incorpora diversas tecnologias e estudos através de várias áreas que a utilizam, como, por exemplo, a criptografia de chaves, hashing numbers, autenticações e muito mais.

Como a Blockchain funciona?

A Blockchain funciona como um livro contábil, ou seja, ela concentra todas as informações relacionadas às transações realizadas, como a quantia de tokens transacionados, quem os enviou, quem recebeu, em que data a transação ocorreu e muito mais!

Todas essas informações são armazenadas dentro de um bloco, que possui um registro de hora e data. Regularmente, um novo bloco é criado e interligado ao bloco anterior. Assim, é criada a “cadeia de blocos”, como diz o próprio nome. 

Além disso, essa cadeia é imutável, ou seja, não será alterada em hipótese alguma. Isso ocorre porque, caso uma simples vírgula seja alterada no primeiro bloco, todos os outros milhares de blocos terão que ser alterados também.

Antes de serem inseridas, de fato, na Blockchain, todas as informações são validadas e precisam, obrigatoriamente, ser aprovadas. Quando isso acontece, elas passam a ser identificadas por um complexo código formado por letras e números.

Desta forma, é fácil concluirmos que uma das grandes importâncias da tecnologia Blockchain é registrar as transações e garantir a segurança dos dados. Isso porque os blocos são dependentes uns dos outros e cada informação possui uma codificação específica. Assim, caso alguém tente invadir essa gigante cadeia de blocos, terá que desvendar não apenas um, mas inúmeros códigos.

A grande pergunta: a Blockchain é segura?

Primeiramente, é preciso entender um fato importante sobre a Blockchain: ela é totalmente descentralizada.

Isso significa que não existe apenas um servidor central de armazenamento de dados, mas, sim, vários servidores que se conectam entre si, ao redor do mundo, utilizando a computação em nuvem (cloud computing) para processar, reunir e armazenar todos os blocos de informações.

Por conta da descentralização do sistema, é garantida uma proteção a mais para todas as informações contidas ali dentro, o que torna bem mais difícil o trabalho de hackers em busca de roubar dados.

Além disso, a Blockchain garante a segurança de todo o processo de transação, seja de valores, bens, serviços ou dados confidenciais. Por isso, digo que investir em tokens pela Blockchain é seguro, tanto pelo fato de que os dados não podem ser alterados quanto pelo processamento, organização e armazenamento descentralizado desses dados.

Para garantir que todas as transações sejam devidamente cumpridas por todas as partes envolvidas nas negociações, a Blockchain ainda conta com a tecnologia dos Smart Contracts como aliada. Esses contratos inteligentes garantem a validação jurídica e dão ainda mais segurança ao processo de tokenização.

Qual a importância da Blockchain?

Como você já deve ter percebido, se fossemos resumir a importância da Blockchain em uma palavra, certamente a melhor opção seria “segurança”. Afinal, uma das principais funções dessa cadeia de blocos é justamente garantir a segurança das transações, tanto que é conhecida também como “protocolo de confiança”.

No entanto, há outros fatores que tornam a Blockchain importante, como a sua capacidade de revolucionar a forma de fazer negócios. Já que as transações realizadas dentro da cadeia de blocos acontecem sem a interferência de intermediários, elas não envolvem o pagamento de altas taxas operacionais e, por consequência, tornam as negociações mais viáveis.

Então, você não depende de empresas ou governos para que ela continue funcionando, pois é descentralizada. Além disso, a tecnologia Blockchain oferece transparência e agilidade para as transações e funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana.

Hoje, setores do varejo e manufatura, transportes, bancos, operadoras de saúde, seguradoras e até países emergentes já utilizam a Blockchain. Dessa forma, podem compartilhar dados de forma segura, evitar fraudes nas negociações e realizar pagamentos e transações sem terem gastos com taxas absurdas.

A tokenização vem ganhando cada vez mais espaço no mercado e os tokens apresentam uma forma bastante democrática de realizar investimentos, uma vez que é possível comprar tokens por valores baixos, diversificando a sua carteira de investimentos ao explorar além do mercado tradicional.

O que está esperando para fazer parte do universo da tokenização e participar da nova transformação na maneira de realizar negócios?

Sobre o autor

Daniel Coquieri é CEO da empresa de tokenização de ativos Liqi Digital Assets. Empreendedor do ramo da tecnologia, foi fundador da BitcoinTrade, uma das maiores corretoras de criptomoedas do Brasil.



Source link

Comments (No)

Leave a Reply