Bitcoin ultrapassa a Tesla em valor de mercado e agora é sexto maior ativo do mundo


O Bitcoin (BTC) disparou esta semana para mais de US$ 66.000, após permanecer indeciso nos últimos 24 dias acima de US$ 60.000.

Segundo especialistas, isso se deve a vários motivos que condicionaram a flutuação das maiores criptomoedas por capitalização de mercado nos últimos 30 dias. 

O analista do mercado de criptomoedas do banco BitBank no Japão, Yuya Hasegawa, argumenta que o aumento do preço do bitcoin se deve a dois motivos. 

Por um lado, considera que foi provocada pela queda do rendimento de títulos de renda fixa nos últimos dez anos e, por outro lado, devido à inflação global generalizada. Essas duas variáveis exógenas contribuíram para impulsionar o preço do Bitcoin após o lançamento dos ETFs de Bitcoin nos EUA.  

Entretanto, a principal razão da consolidação de preços no último ano, concerne ao fundamento da moeda, sua escassez, que diante do cenário inflacionário, é um porto seguro para os investidores. 

Ou seja, considerando a inflação, somente o Bitcoin conseguiu manter seu valor real intacto diante da corrosão de valor real dos investimentos disponíveis no mercado.

Bitcoin ultrapassa Tesla em capitalização de mercado

Após a alta desta semana, o Bitcoin como ativo se tornou mais valioso que a Tesla, a maior empresa do bilionário Elon Musk.

Além disso, o ranking mostrado em AssetDash.com mostra que a capitalização de mercado da empresa do crítico do Bitcoin Warren Buffett, a holding Berkshire Hathaway, também é inferior ao market cap do BTC.

Bitcoin ultrapassa Tesla

Enquanto o valor de mercado do Bitcoin (representado pela oferta já minerada vezes a cotação do BTC) está em torno de US$ 1,23 trilhões, a Tesla vale cerca de US$ 1,22 trilhões no momento da escrita desta matéria.

Esses dados servem apenas como curiosidade e referência para se ter uma noção do tamanho do Bitcoin na economia hoje, afinal não estamos falando de uma competição. Por conta do seu CEO, Elon Musk, a história da Tesla já se misturou com a do Bitcoin quando em fevereiro de 2021 a empresa converteu US$ 1,5 bilhão do seu caixa para o criptoativo.

A Tesla não parou por aí e ainda passou a aceitar a moeda digital como forma de pagamento para os seus carros elétricos, quando em maio deste ano suspendeu a aceitação citando questões ambientais.

Desde então, a mineração de Bitcoin se tornou muito mais sustentável principalmente por conta do banimento da atividade na China e a migração de mineradores para outros países.

As próximas da lista são a Amazon e a Alphabet, empresa dona do Google, você acha que o Bitcoin deve ultrapassá-las ainda em 2021? Deixe seu comentário abaixo.

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br





Fonte: cointimes.com.br

Comments (No)

Leave a Reply