Bitcoin tenta ficar em US$ 42 mil na semana de divulgação dos dados de inflação no Brasil


Nesta segunda-feira (10) o bitcoin (BTC) tentou ir acima do nível de US$ 43.000, mas falhou. A maioria das altcoins estão ligeiramente verdes hoje – Polkadot, Avaçanche e Polygon saltaram mais do que as demais em 24 horas, segundo o CoinGoLive.  

Confira no Resumo de Mercado de hoje a divulgação dos índices de inflação de dezembro, que deve manter a política monetária tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil no foco dos investidores na segunda semana de 2022.

Bitcoin em US$ 42 mil e dados sobre inflação no Brasil
Ranking de Criptomoedas – Fonte: CoinGoLive.com

Bitcoin em tendência de baixa há vários dias 

O bitcoin (BTC) está em tendência de baixa há vários dias. Ele foi negociado acima de US$ 47.000 na quarta-feira, antes de os ursos assumirem o controle total do mercado na quinta-feira.

Leia Mais: Liquidação Fantástica: Cerca de $1,5 bilhões de dólares em 48h

Em questão de horas, eles empurraram o ativo para baixo em US$ 4.000 e o BTC atingiu o mínimo intradiário de US$ 43.000. Embora já fosse uma correção substancial, a paisagem só piorou nas 48 horas seguintes. 

O BTC perdeu outro pedaço considerável de valor na sexta-feira e caiu para US$ 40.500 no mínimo em três meses. Permaneceu relativamente calmo no domingo, em torno de US$ 42.000, antes dos touros tentarem uma rápida sessão de recuperação que o levou a apenas US$ 43.000. 

No entanto, o bitcoin não conseguiu superar essa linha, e a rejeição subsequente o levou para pouco menos de US$ 42.000 – R$ 236.613 nas principais corretoras brasileiras, neste momento. 

Por fim, sua capitalização de mercado ainda está abaixo de US$ 800 bilhões e sua dominância líquida diminuiu para 60%. 

Política monetária é foco dos investidores na segunda semana de 2022 

Mesmo diante de dados piores que o esperado, a primeira semana do ano foi de perdas para os ativos negociados em bolsas do Brasil e a seguinte, deve ser guiada pela divulgação dos índices de inflação de dezembro. 

A mediana das projeções de 35 instituições financeiras ouvidas pelo Valor Data para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de dezembro aponta para 0,65% em dezembro.

Caso as previsões estejam corretas, a inflação deve fechar 2021 com avanço de 9,98% no Brasil, o nível mais alto desde 2015, quando terminou o ano em 10,67%.

Já a expectativa dos analistas consultados pela “Dow Jones Newswires” para o Índice de Preços ao Consumidor (CPI) americano é que acelere de 6,8% em doze meses em novembro para 7,1% em dezembro. O núcleo do CPI, que desconsidera ítens mais voláteis, passaria de 4,6% para 5,4%.

Agora, diante do péssimo cenário previsto, que em tese, afasta a chance de um aperto monetário antecipado pelo FED, a primeira semana do ano foi de perdas para os ativos de risco negociados em bolsa. O Nasdaq presenciou uma queda de 4,53%, enquanto o S&P 500 cedeu 1,87% e o Dow Jones, 0,29%.

No Brasil, a alta de 1,14% do Ibovespa na sexta-feira apenas suavizou a queda acumulada no período, que foi de 2,01%. O dólar comercial também acumulou uma alta de de 1,04% na semana.

Leia Mais: Por que você deve manter sua boca fechada sobre bitcoin

Outro fator que acabou prejudicando a performance dos ativos locais foi o ressurgimento de questões de fundo fiscal e políticos, temas que devem se manter no foco esta semana. 

Além dos dados de IPCA, também serão divulgados o volume de serviços de novembro, na quinta-feira, e as vendas no varejo, tanto no Brasil como nos Estados Unidos, na sexta-feira.

Polkadot, Avalanche e Polygon

As altcoins também sofrem desde quinta-feira. O Ethereum foi negociado acima de US$ 3.800, mas o retrocesso de todo o mercado o levou a menos de US$ 3.100. Após essa queda massiva em dias, a ETH se recuperou agora está acima de US$ 3.150. 

Em uma escala diária, a situação com as moedas alternativas parece mais otimista. Polkadot (DOT) subiu cerca de 4% e fica em US$ 25.

Leia Mais: Desenvolvedora dos jogos Final Fantasy e Tomb Raider promete jogos play-to-earn

Avalanche (AVAX) e Polygon (MATIC) são os ganhadores mais substanciais entre as moedas de maior capitalização de mercado. O AVAX adicionou 4,6% em um dia e está sendo negociado a pouco mais de US$ 87, enquanto o MATIC deu um salto de 5,33% para mais de US$ 2,11.

O resultado das principais altcoins nas últimas 24 horas é o seguinte: Ethereum (+1,54%), Binance Coin (+0,21%), Solana (+2,15%), Cardano (+0,69%), Ripple (+0,44%), Polkadot (+3,65%), Terra (-0,32%),  Avalanche (+4,60%), Dogecoin (+0,45%), Shiba Inu (+0,63%) e Polygon (+5,33%). 

De acordo com o CoinGoLive, a capitalização de mercado de todos os ativos cripto diminuiu para cerca de US$ 2,07 trilhões nesta segunda-feira.

Acompanhe as notícias do mercado cripto no grupo do Telegram do Cointimes (acesse) e tenha um ótimo dia de negociações.

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br





Fonte: cointimes.com.br

Comments (No)

Leave a Reply