Bitcoin e Ether como proteção econômica contra a inflação


Após o anúncio de que a inflação nos EUA atingiu 6,2%, os futuros de ações caíram, enquanto os rendimentos dos títulos aumentaram acentuadamente. O ouro, há muito considerado uma proteção contra a inflação, aumentou e o Bitcoin parece seguir o exemplo, pelo menos brevemente.

O preço do Bitcoin subiu quase 4% no período de 2 horas após o relatório de inflação, mas caiu 8% apenas algumas horas depois.

Os defensores do Bitcoin argumentam que sua oferta limitada o torna uma proteção ideal para a inflação. A postura do mercado sobre esse potencial ainda é inconclusiva, principalmente porque a inflação mais alta pode antecipar elevação da taxa de juros e assim atrair mais capital que o mercado de criptomoedas sozinho.

Os mercados de criptos têm se beneficiado de flexibilização quantitativa e taxas de juros próximas a zero, potencialmente tornando um aumento nas taxas prejudicial para o mercado altista atual.

Fonte: Tradingview

Olhando mais além nos mercados de capitais, observamos que o Bitcoin tem sido cada vez mais correlacionado com as expectativas de inflação.

O ETF de expectativas de inflação ProShares (RINF) rastreia a inflação de equilíbrio de longo prazo, uma medida amplamente seguida das expectativas de inflação.

A correlação do BTC com o RINF atingiu uma máxima histórica de 0,95 no final de outubro, apontando para Bitcoin e expectativas de inflação movendo-se em conjunto.

Expectativas de inflação influenciam diretamente a inflação futura na medida em que consumidores e produtores tentam antecipar valores futuros.

Ter uma alta correlação entre o BTC e as expectativas de inflação não implica causalidade, mas mostra uma significância estatística nas variações dos dois.

Fonte: ITB

A ação do preço do Bitcoin após os números recordes de inflação deixou os traders lutando para decifrar se ele pode sustentar seu valor durante períodos de alta inflação. Estimulada por sua oferta limitada, a aceitação do Bitcoin como uma proteção contra a inflação parece estar crescendo, conforme evidenciado pela alta correlação com as expectativas de inflação.

Ether como Alternativa deflacionária

Embora talvez inesperado para muitos, o Ether superou o Bitcoin desde o lançamento dos números da inflação, permanecendo ligeiramente acima de seu valor antes do relatório e dentro de 2% da sua máxima histórica no momento da redação.

 Uma razão potencial por trás do rali de Ether é sua oferta decrescente.

Fonte: ITB

Compreendendo a deflação do ETH 

A rede Ethereum implementou o EIP-1559 no início de agosto, fazendo com que a maior parte do Ether usado como taxa de transação fosse queimado ou removido de circulação. Isso levou a vários dias em que mais ETH é queimado do que emitido, tornando-o brevemente deflacionário.

Desde a implantação do EIP-1559, a emissão líquida do Ether caiu de mais de 4% para uma média de apenas 0,21% esta semana. Mais de 850.000 ETH (US$ 4B +) foram queimados desde então.

Fonte: ITB

Por trás da queima de ETH

As altas taxas de transação levam à queima do Ether, mas a ação por trás disso tem variado nos últimos meses. O surgimento do mercado de NFT causou a primeira queda na emissão de ETH, uma vez que os volumes de negociação no OpenSea atingiram níveis recordes em agosto e setembro.

Enquanto o mercado de NFT esfriou, os tokens SHIB e metaverso tiveram um aumento na atividade, levando à negociação em bolsas descentralizadas, como Uniswap, atingindo números recordes.

O pico na atividade comercial no topo da rede Ethereum também se reflete nos detentores da Ether.

Fonte: ITB

O ETH como proteção contra a inflação?

Pode ser muito cedo para classificar o Ether como tal, visto que ele teve menos de dez dias de experiência deflacionária. No entanto, com a fusão e transição para prova de participação (Proof of Stake – PoS), a emissão de Ether está projetada para cair 90%, o que a tornaria consistentemente deflacionária.

O aumento da atividade no Ethereum está lentamente tornando o Ether mais escasso. Até agora, isso não se traduziu em uma correlação com as expectativas de inflação, como no caso do Bitcoin. Em última análise, tanto o Bitcoin quanto o Ethereum apresentam casos convincentes de desempenho superior tanto no curto quanto no longo prazo, embora possa ser muito cedo para classificá-lo como uma proteção contra a inflação.

LEIA MAIS

Direcione seus links para OKEx em artigos, blogs e vídeos, ou coloque anúncio em seu site. O melhor programa de afiliados está na OKEx com comissões de 60%, as mais altas do mercado.

Obtenha seu link agora na OKEx!



Fonte: cointelegraph.com.br

Comments (No)

Leave a Reply