Bitcoin cai abaixo de US$ 27.000 para níveis de dezembro de 2020 e indexação do Tether oscila para US$ 0,99


O Bitcoin (BTC) saiu de sua faixa de negociação de longo prazo em 12 de maio, pois a pressão de venda contínua reduziu os mercados para os níveis de 2020.

Tether oscila enquanto o UST fica abaixo de US $ 0,60

Dados do Cointelegraph Markets Pro e do TradingView acompanharam o BTC/USD quando o par saiu do intervalo em que havia negociado desde o início de 2021.

No momento da redação deste artigo, o par circulava US$ 26.700 no Bitstamp, marcando o menor nível desde 28 de dezembro de 2020.

A fraqueza veio quando as consequências do colapso do Terra continuaram a reverberar em torno das criptomoedas e além, com rumores afirmando que até fundos profissionais estavam enfrentando problemas de solvência devido a perdas em LUNA e TerraUSD (UST).

“As pessoas ainda estão processando isso, mas este é o momento Lehman para criptomoedas”

Ouvindo sobre muitos fundos possivelmente falidos com o colapso do Luna

— Frank Chaparro (@fintechfrank) 12 de maio de 2022

LUNA, o token interno do Terra, praticamente capitulou em valor no momento da redação, sendo negociado a cerca de US$ 0,22. No início de maio, o LUNA/USD era negociado a US$ 80.

A UST, atualmente o foco dos executivos da Terra comprometidos em restaurar sua paridade com o dólar americano, estava em torno de US$ 0,60, ainda longe de US$ 1,00, mas mais que o dobro das mínimas recordes da semana.

No entanto, a tensão era cada vez mais visível nas criptomoedas, com a maior stablecoin, Tether (USDT), começando a dar sinais preocupantes de que estava copiando a queda da UST.

No momento da redação deste artigo, o USDT/USD estava abaixo de US$ 0,99 nas principais exchanges.

Comentando sobre a estabilidade do sistema, o diretor de tecnologia da Tether, Paolo Ardoino, disse que as retiradas do USDT estavam ocorrendo normalmente.

“> 300 milhões resgatados nas últimas 24h sem uma gota de suor”, dizia parte de um tweet.

Dados da empresa de análise on-chain CryptoQuant acrescentaram que fluxos recordes de stablecoins foram testemunhados nas principais exchanges.

US$ 1,22 bilhão liquidados em 24 horas

Sobre o tema de perder a baixa do intervalo macro criado em janeiro de 2021, os analistas ainda estavam dispostos a ver os níveis atuais como uma oportunidade em potencial.

“O que quer que você perca em uma tendência de baixa macro, você ganhará múltiplos de volta em uma tendência de alta macro. Tudo o que você precisa fazer é prestar atenção aos mercados quando eles estão em alta”, argumentou o popular trader Rekt Capital.

Um tweet anterior em 11 de maio destacou o alcance macro.

Se o #BTC perder essa área verde como suporte…

Essa será a confirmação de que o $BTC entrará em uma tendência de baixa de vários meses #Crypto #Bitcoin pic.twitter.com/ReIa6D4yw33

— Rekt Capital (@rektcapital) 11 de maio de 2022

A extensão das perdas refletiu-se nas liquidações de mercado. Dados do recurso de monitoramento on-chain Coinglass mostraram que, para Bitcoin e altcoins combinados, as perdas chegaram a US$ 1,2 bilhão nas 24 horas no momento da redação deste artigo.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph.com. Cada movimento de investimento e negociação envolve risco, você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

LEIA MAIS: 

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Fonte: cointelegraph.com.br