Bitcoin bate novo recorde anual e chega a US$ 50 mil


O Bitcoin (BTC) alcançou um novo marco significativo ao ultrapassar a marca de US$ 50.000, atingindo um recorde anual que não era visto desde dezembro de 2021.

A recente quebra da resistência em torno de US$ 49.000 impulsionou o BTC para o patamar dos US$ 50.000. Esse aumento expressivo é atribuído à crescente pressão de compra das empresas emissoras de ETF de bitcoin nos Estados Unidos.

Segundo análises técnicas, o BTC pode enfrentar uma nova resistência próxima à marca de US$ 52.000, uma área onde historicamente ocorreram movimentos significativos. Caso não consiga ultrapassar firmemente os US$ 50.000, esse valor pode se tornar uma nova resistência, mantendo o preço lateralizado por um período.

O mercado de altcoins também acompanha essa tendência de alta. No momento desta publicação, Dymension, Beam e Kaspa lideram a corrida, registrando as maiores altas nas últimas 7 dias.

Bitcoin

Apesar da firmeza do Bitcoin e de manter-se próximo a uma alta de um mês nesta segunda-feira, alguns indicadores sugerem que os compradores podem estar perdendo força ao se aproximar da barreira chave em US$ 49.054. Condições de sobrecompra e o enfraquecimento do ímpeto de alta no gráfico diário indicam um possível momento de pausa, podendo gerar realização parcial de lucros.

No entanto, a postura geralmente otimista do mercado sugere que quedas devem ser limitadas e oferecer níveis melhores para reentrar no mercado altista, visando uma quebra sustentada da barreira dos US$ 49.054 e aceleração em direção à barreira psicológica dos US$ 50.000.

O suporte técnico está estabelecido em US$ 46.564, enquanto as próximas resistências estão em US$ 48.828,  US$ 49.054, US$ 49.500 e o recorde de US$ 50.000 dólares. Nos níveis de suporte, destacam-se US$ 47.515, US$ 46.882, US$ 46.564 e US$ 45.300, respectivamente.



Fonte: BITNOTICIAS.COM.BR