Bitcoin a US$ 55.000, o ‘bug do milênio’ das redes sociais e brasileiros ganhando criptomoedas ‘de graça’ na Binance

A semana foi agitada para os mercados de criptomoedas e quase que invariavelmente pelo lado positivo.

O catalisador da nova tendência de alta para o criptomercado, como não poderia deixar de ser, foi o Bitcoin, que finalmente venceu a resistência de US$ 50 mil em 6 de outubro e agora assumiu os US$ 55.000 como suporte imediato, alta de 16% na semana.

Para o futuro breve, os analistas do Cointelegraph apontam o nível de US$ 58.000 como resistência principal, e acima dele a máxima histórica de US$ 64.000.

O mercado de Bitcoin também atingiu a marca de US$ 1 trilhão em capitalização depois da alta desta semana. A expectativa pela aprovação de um ETF de Bitcoin nos Estados Unidos neste mês pode dar mais força à alta, confirmando as análises otimistas dos últimos meses de consolidação em patamares mais baixos.

Nesta sexta-feira, o JPMorgan divulgou um relatório demonstrando que as grandes instituições estão comprando Bitcoin em vez de ouro à medida que a inflação aumenta no mundo.

A disparada da maior criptomoeda puxou o movimento de alta das altcoins, que fecham a semana em valorização, pelo o menos entre as 20 moedas mais importantes do mercado, com raras exceções.

Destaque para a alta do Ether, 11% em 7 dias, do Polkadot (6,4%), do DOGE (13%), do LUNA (15,6%) do Bitcoin Cash (12%) e do maior vencedor da semana, o Shiba Inu, que parece ser a nova criptomoeda-meme preferida da internet. Na semana, a alta do SHIB foi de incríveis 279%.

O destaque negativo ficou com o AVAX, que perdeu 9%, mesmo com recuperação nesta sexta-feira.

Falha derruba Facebook, WhatsApp e Instagram

A semana começou com uma bomba do universo das redes sociais. Logo no começo do dia, o Facebook e suas redes WhatsApp e Instagram saíram do ar, começando uma crise que duraria cerca de 7 horas.

Segundo informações do New York Times, nem mesmo os funcionários da gigante de redes sociais conseguiram acessar seus escritórios devido à grande falha, e os megaservidores da Califórnia tiveram que ser religados à moda antiga, ou seja, “à mão”.

Logo depois do bug, notícias nas redes sociais davam conta da exposição de dados de mais de 1 bilhão de usuários do Facebook. O vazamento, porém, não tinha a ver com as falhas de servidor da última segunda-feira.

Brasil

No criptomercado brasileiro, a semana mostrou bons números no desempenho dos ETFs de criptomoedas na Bolsa de Valores do Brasil, com recordes de captação.

Outra boa notícia foi que a gestora Vitreo recebeu aprovação da CVM para lançar um fundo de investimentos em NFT e gamecoins.

Um outro especialista apontou que o Bitcoin pode proteger os brasileiros da inflação, que atingiu o maior patamar desde a criação do Plano Real no Brasil, em 1994. 

A exchange argentina Ripio, que está no Brasil desde 2019, também anunciou seu novo country manager, Henrique Teixeira, ex-Ripple e HSBC.

Outro grange clube do futebol brasileiro também anunciou que ganhará um fan token em parceria com a Socios.com: o São Paulo Futebol Clube.

A pirâmide de Bitcoin GAS Consultoria também segue agitando o noticiário policial no país. O chefe do esquema, Glaidson Acácio dos Santos, foi para a segurança máxima depois que os agentes encontraram celulares e carne para churrasco em sua cela. Segundo investigações do MPF, a empresa orientava os clientes a não declarar investimentos em criptomoedas.

Mais lidas

Entre as matérias mais lidas do Cointelegraph Brasil, explicamos como a Binance lançou uma promoção para clientes brasileiros que vai dar BUSD e NFTs de graça.

O trader que acertou a alta recente do Bitcoin também apontou 5 criptomoedas que podem subir até 200% em outubro. 

Além disso, um trader experiente do criptomercado disse que o Bitcoin pode ser superado pela Solana, Avalanche e duas outras altcoins no longo prazo.

As gamecoins seguem quentes entre os leitores do Cointelegraph também. Nesta semana, listamos 9 games ao estilo Axie Infinity, um deles com faturamento de US$ 3 milhões por dia.

LEIA MAIS

Direcione seus links para OKEx em artigos, blogs e vídeos, ou coloque anúncio em seu site. O melhor programa de afiliados está na OKEx com comissões de 60%, as mais altas do mercado.

Obtenha seu link agora na OKEx!



Fonte: cointelegraph.com.br

Comments (No)

Leave a Reply