BC dos EUA defende regulamentação de criptomoedas e preço do bitcoin recua mais de 6%



O Banco Central americano (Federal Reserve, ou Fed) está observando atentamente acrise do mundo cripto, mas não está preocupado. Ainda assim, são necessárias mais regulamentações para o setor, segundo o presidente da instituição dos EUA.

Nesta quarta-feira (22), em uma reunião do comitê do Senado Americano, Jerome Powell afirmou que o banco não vê “consequências macroeconômicas” com a queda do bitcoin (BTC) e as voláteis oscilações de preço do mercado de criptomoedas, mas que ainda regulamentações ainda são necessárias.

“Acho que a principal consequência é realmente o que estamos dizendo e o que outros estão dizendo há um tempo: Nesse setor [cripto] muito inovador e novo, realmente existe a necessidade de [haver] uma melhor estrutura regulatória”, disse Powell, após dizer que o banco central estava acompanhando a indústria de perto.

A defesa de regulamentações parece ter jogado o preço do bitcoin para baixo. Logo após a fala do presidente do Fed, o preço da criptomoeda recuou mais de 6% e chegou a US$ 19.940, perdendo o patamar de US$ 20 mil. Na sequência, reduziu um pouco o tamanho do tombo. Por volta das 16h, a moeda é negociada a US$ 20.287, com queda de 4,1%, segundo o portal CoinMarketCap.

O bitcoin e a maioria das outras moedas e dos outros tokens no ecossistema sofreram quedas drásticas no preço no último mês conforme muitos investidores, preocupados que o Fed aumentasse taxas de juros para controlar a inflação, venderam seus ativos de maior risco.

Em novembro de 2021, a criptomoeda havia atingido um recorde de quase US$ 69 mil. A liquidação do mercado cripto parece estar bastante correlacionada às ações e o mercado acionário americano está passando por um ano horrível. Também pesam o derretimento de projetos cripto importantes, como o Terra e a Celsius.

Também perguntaram a Powell sobre stablecoins — ativos digitais com paridade a moedas correntes, como o dólar americano, e que são menos voláteis que o bitcoin e são consideradas como o alicerce do mercado cripto. Ele disse que o mundo das stablecoins era “novo e emergente” e não tinha a regulação necessária e “adequada à sua finalidade”.

Autoridades americanas estão de olho em stablecoins há um tempo e a administração Biden está buscando formas de regulamentá-las.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.





Source link