Analista que acertou em cheio que criptomoedas iam subir 40% em setembro agora aponta 6 criptoativos para comprar em novembro

Depois da aprovação e lançamento do ETF de Bitcoin (BTC) da ProShares abrindo mais uma porta de entrada para investidores em torno das criptomoedas, se tornou praticamente consenso entre os analistas que o próximo alvo do preço do BTC é US$ 100 mil.

Para Ray Nasser, CEO da Arthur Mining, o ETF de bitcoin operando na NYSE abre alas para ETFs de melhor qualidade e que atingir a marca de US$ 100 mil será possível ainda em 2021.

 “O bitcoin acabou de passar o franco suiço em termos de capitalização de mercado. Ao bater US﹩ 69 mil passará a prata, e acredito que até o fim do ano há possibilidade do BTC chegar a US﹩ 100 mil ou, sendo ainda mais otimista, US﹩ 135 mil”, conclui.

Essa é a mesma opinião de Tasso Lago, especialista em criptomoedas e fundador da Financial Move. Para ele, agora o mercado ruma para US$ 100 mil.

“O ETF mais aguardado do mercado é o da Grayscale que irá converter seus US$ 19 bilhões em ETF. Com esse rompimento e cenário favorável ao bitcoin, veremos o mercado rumando em direção aos 100k USD”, destaca.

Ethereum e Polkadot

Contudo, na medida em que há certeza sobre os próximos movimentos do Bitcoin, os analistas divergem sobre qual criptomoeda vai acompanhar a alta do BTC e subir mais de 100% rumo a novos recordes.

Para Lago o Ethereum (ETH) é um forte candidato e já mostrou que seu valor é forte e consegue acompanhar a alta do Bitcoin.

“Ethereum também acompanhou o movimento, nesse momento cotada a U$ 4129 e tem seu topo histórico (baseado em fechamento do gráfico diário) na região dos U$ 4200. Confirmando o rompimento, terá caminho livre e acredito que possa chegar tranquilamente na região dos U$ 6000 e, posteriormente, US$ 8000.

O analista lembra que o ETH passou pela EIP-1559 e London, cujas atualizações atuam na redução da oferta da moeda e, ainda não refletiram no aumento do preço, portanto, os fundamentos estão fortes.

Além disso, para ele, outra criptomoeda com potencial de alta é a Polkadot (DOT) devido a sua característica única das Parachains.

“A DOT que irá passar por Leilões de Parachain e tem seu gráfico favorável em direção ao rompimento de topo histórico, que está na região dos U$48. No geral, o mercado cripto está extremamente altista e bem favorável para mais uma onda positiva”, afirma.

6 criptomoedas para comprar

Assim, como Tasso, o analista e apresentador do Altcoin Daily, Austin Arnold, indica que as criptomoedas ligadas a contratos inteligentes são as que têm mais potencial de alta neste novo ciclo.

Arnold foi certeiro em agosto deste ano quando publicou uma análise indicando a compra de seis criptomoedas para o mês de setembro. De lá para cá as suas indicações subiram quase tanto quanto o Bitcoin no período.

Enquanto o BTC acumula alta de 54%, as altcoins indicadas pelo analista subiram até 49% e nenhuma delas ficou no vermelho, com a VET subindo 49%, Tezos 44%, ETH 49%, Atom 12% e ADA 8%.

Agora o analista publicou uma nova lista com suas indicações e que tem como primeiro lugar a Polygon (MATIC) que, segundo ele, está ganhando impulso após firmar uma parceria com a empresa DraftKings.

Arnold compartilha uma declaração do presidente de produto e tecnologia global da DraftKings, Paul Liberman, explicando como a empresa está se posicionando para crescer ao lado da Polygon.

“Embora o mercado de DraftKings ainda esteja em seu nascimento, estamos otimistas com as possibilidades de que blockchain, NFTs, criptomoedas e muito mais se apresentarão enquanto nos preparamos para a Web 3.0 ao lado do Polygon e das novas inovações para colecionáveis ​​digitais.”

Polkadot e Vechain

Depois da Matic, Arnold destaca, assim como Tasso Lago, a Polkadot. Para justificar sua indicação, ele aponta para um tweet recente do fundador do DOT, Gavin Wood, explicando que há atualmente pouco menos de 19 milhões de tokens DOT armazenados no tesouro do DOT para financiar projetos comunitários.

Se algum DOT não for usado, ele se queima. Atualmente, o tesouro de Polkadot está queimando 239.988 tokens todos os meses, de acordo com Gavin Wood.

“Queimado ou usado, o token DOT está ficando cada vez mais escasso. Recentemente, vimos uma alta no preço do DOT. Isso pode estar relacionado a alguns desenvolvimentos empolgantes à frente, como o próximo lançamento de parachain e leilões de slots – esses leilões de parachain também tirarão o DOT do mercado.

E com os primeiros 11 leilões de parachain chegando a Polkadot no próximo mês, junto com as 100 ou mais vagas disponíveis a serem preenchidas, isso poderia aumentar a presença de Polkadot no setor de criptomoedas e poderia consolidar o status crescente do sistema multichain. ”

A terceira moeda que Arnold olha é novamente a VeChain (VET). O trader destaca que a VeChain recentemente fechou uma parceria com a grande empresa de logística DHL para a emissão corporativa de tokens não fungíveis, NFT.

“Esta colaboração com a DHL China, uma das primeiras coisas que permitirá aos clientes experimentar é personalizar o mascote da DHL e depois cunhá-lo como NFTs na solução de blockchain da VeChainThor.”

Cardano, Link e Ethereum

Em seguida, vem a plataforma de contrato inteligente Cardano (ADA). Arnold observa que Cardano parece estar ganhando mais força depois de firmar parcerias com o provedor de televisão por satélite DISH e anunciar que a rede recebeu US $ 100 milhões para investimentos em projetos focados em Cardano na África.

O analista também indica a Chainlink (LINK), observando que, apesar do fraco desempenho do token nos últimos meses, ele acredita que ainda há uma grande vantagem para o LINK no mercado, já que as parcerias continuam a crescer mês a mês, com 84 integrações feitas apenas em setembro.

“Eu entendo, mas na minha opinião, a Chainlink ainda tem muito espaço para crescer. Pense nisso: a Chainlink já tem uma tonelada de grandes parcerias exclusivas com grandes empresas – Google e Oracle, para citar duas – mais de 75 blockchains diferentes já usam a tecnologia Chainlink, além de serem usados ​​por muitos feeds de dados, incluindo USD [dólar americano] pares de moedas. Essa é uma base sólida.

Por fim, o analista também está empolgado com a plataforma líder em contratos inteligentes, o Ethereum, que, segundo ele, está se preparando para um enorme 2022.

Ele observa que os desenvolvedores do Ethereum anunciaram que a ETH está planejando fazer a transição para o Ethereum 2.0 em maio-junho de 2022, o que converterá o blockchain a um protocolo proof-of-stake.

“O código deve ficar pronto por volta de fevereiro de 2022. A fusão com a mainnet, para ETH 2.0, no mínimo em junho de 2022. O ano que vem será conhecido como o ano da ETH. É onde está o DeFi [finanças descentralizadas], é onde estão os NFTs.

LEIA MAIS





Fonte: cointelegraph.com.br

Comments (No)

Leave a Reply