Alliar dispara 19% com oferta bilionária da Rede D’or; analistas aprovam operação – Money Times


Alliar
Na visão de especialistas, a compra reforça ainda mais o ecossistema da Rede D’or ao aumentar sua exposição a diagnósticos (Imagem: YouTube/Canal Alliar)

As ações da Alliar (AALR3) disparam com a possível compra da Rede D’or (RDOR3). No último domingo, a empresa informou que irá fazer uma oferta de ações para adquirir a totalidade dos papéis da companhia. Ao todo, a empresa vai desembolsar R$ 11,50 por ação, totalizando R$ 1,35 bilhão.

Com isso, por volta das 12h30, os papéis da Alliar subiam 19%, a R$ 11,23. Em compensação, as ações da Rede Do’r caiam 1,38%, a R$ 71,8. 

Na visão de especialistas, a compra reforça ainda mais o ecossistema da Rede D’or ao aumentar sua exposição a diagnósticos.

“Vemos esta transação como um movimento muito interessante para a Rede D’Or, pois amplia seu portfólio de serviços oferecidos com uma sobreposição de operações entre as empresas em sete estados dos 12 estados que a Rede D’Or opera atualmente”, afirma a XP Investimentos.

A Ágora Investimentos lembra que a aquisição ocorre justamente quando o contrato com a Fleury (FLRY3) se encerrou.

“A empresa deve apresentar cada vez mais o diagnóstico como um importante elo para o desenvolvimento do acompanhamento e monitoramento da saúde do paciente, importante funil para alavancar outros serviços da Rede D’Or” completa. 

Além disso, para a corretora, a Alliar também reforçará a presença da Rede D’or no segmento premium.

“Notavelmente, isso também deve implicar em algum risco para os principais parceiros diagnósticos da Rede D’Or, pois, eventualmente, o fluxo de pacientes deve ser redirecionado gradativamente para os próprios laboratórios da Rede D’Or, conforme a rede cresce”, acrescenta. 

Segundo Luis Sales, da Guide Investimentos, o movimento da rede é positivo para aumentar a sua presença em outros segmentos do setor de saúde além do hospitalar.

“A operação tem grande sinergia com as atuais operações hospitalares e foi feita a um múltiplo atrativo de 7,5x EV/EBITDA para 2021. Para a Aliar, a operação sai abaixo do preço do IPO da companhia, reforçando a dificuldade da companhia em ganhar escala e remunerar os acionistas minoritários”, completa.

O lançamento da oferta está sujeito à aprovação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e da B3 (B3SA3), bem como a autorização pelo Conselho Administração de Defesa Econômica (Cade).

A Alliar surgiu em 1992, sob a forma de sociedade de responsabilidade limitada, com o objetivo de explorar o setor de medicina diagnóstica. Em 2010, a companhia foi transformada em sociedade anônima, tendo o Pátria Investimentos aportado capital, para viabilizar a implementação do seu plano de negócios.

Atualmente, a Alliar é uma das maiores empresas do mercado de medicina diagnóstica de alta complexidade do Brasil em termos de número de equipamentos de Ressonância Magnética e abrangência nacional. A companhia atua em 42 cidades, abrangendo dez estados, e possui mais de 100 equipamentos de RM.

Gostou desta notícia? Baixe o nosso app para ler, em apenas um clique, esta e mais de 150 matérias diárias.



Source link

Comments (No)

Leave a Reply