Açúcar bruto recua na ICE com corte de imposto de combustível no Brasil – Money Times


Açúcar
O açúcar branco para agosto fechou em queda de 2,00 dólares (Imagem: Pixabay)

Os contratos futuros de açúcar bruto na ICE caíram para o menor patamar desde o início de março nesta segunda-feira, com o Estado mais rico do Brasil cortando tributos sobre a gasolina, possivelmente levando as usinas do país a produzir menos etanol e mais açúcar.

O café arábica atingiu uma mínima de duas semanas.

Açúcar

O açúcar bruto para julho fechou em queda de 0,07 centavo de dólar (USDBLR), ou 0,4%, a 18,30 centavos de dólar por libra-peso, depois de cair para seu patamar mais baixo desde 1º de março, a 18,20 centavos.

Operadores disseram que os preços do açúcar, que estavam subindo no início da sessão, caíram diante das notícias de que o Estado de São Paulo, o maior mercado de combustíveis do país, cortou os impostos estaduais sobre a gasolina, mas os manteve inalterados para o etanol hidratado.

Açúcar, cubo
O açúcar bruto para julho fechou em queda de 0,07 centavo de dólar (Imagem: Pixabay)

Como a gasolina e o etanol hidratado competem pela preferência dos motoristas nas bombas, a redução do ICMS sobre a gasolina provavelmente reduzirá o apelo do etanol para os proprietários de automóveis, levando as usinas a produzir menos etanol e mais açúcar.

O açúcar branco para agosto fechou em queda de 2,00 dólares, ou 0,4%, a 541,60 dólares a tonelada.

Café

O café arábica para setembro fechou com recuo de 1,15 centavo de dólar, ou 0,5%, a 2,221 dólares por libra-peso, após recuar para mínima de duas semanas de 2,19 dólares.

Os preços caíram mesmo após novo recuo dos estoques de arábica certificados pela ICE na segunda-feira, para 951.000 sacas, a mínima desde o início de 2000.

Café
O café arábica para setembro fechou com recuo de 1,15 centavo de dólar (Imagem: Pixabay/Young_n)

O Citi disse que, apesar do impacto altista da queda dos estoques certificados nos preços do café no curto prazo, os fundamentos ou seja, um superávit iminente que ele estima em 3,2 milhões de sacas para 2022/23 podem reduzir os preços para cerca de 2 dólares por libra-peso até o fim do ano.

O café robusta para setembro caiu 4 dólares, ou 0,2%, a 2.040 dólares a tonelada.

Entre para o nosso Telegram!

Faça parte do grupo do Agro Times no Telegram. Você acessa as notícias do agronegócio em tempo real e ainda pode participar de discussões relacionadas aos temas do do mundo agro. Entre agora para o grupo do Agro Times no Telegram!



Source link