Ações da Robinhood sobem 30% depois que Sam Bankman-Fried compra participação de US$ 650 milhões

Sam Bankman-Fried, o bilionário fundador e CEO da exchange de criptomoedas FTX, adquiriu uma participação substancial de 7,6% na popular corretora online Robinhood.

A notícia foi bem recebida pelo mercado, com o preço das ações da Robinhood subindo inicialmente mais de 30% nas negociações após o expediente. No momento da redação deste artigo, o preço se estabeleceu em um ganho geral de 24%.

De acordo com um registro de valores mobiliários feito na Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) na quinta-feira (12/05), o Bankman-Fried comprou um total de US$ 648 milhões em ações da Robinhood a um preço médio de US$ 11,52. As compras divulgadas por Bankman-Fried começaram em meados de março e continuaram até quarta-feira.

No registro de valores mobiliários, Bankman-Fried deixou claro que não tinha “nenhuma intenção de tomar nenhuma ação para mudar ou influenciar o controle da [Robinhood]”, e que o movimento foi simplesmente porque ele viu Robinhood como um “investimento atraente”.

A equipe de comunicação da Robinhood foi ao Twitter para imitar o que Bankman-Fried disse em seu arquivo de títulos – twittando para seus 82.000 seguidores: “É claro que achamos que é um investimento atraente também”.

Claro que achamos que é um investimento atraente também. Temos a melhor base de clientes, estamos lançando ótimos novos produtos e temos a equipe para entregar.

— Robinhood Comms (@RobinhoodComms) 12 de maio de 2022

A transação foi executada por uma empresa de Antigua chamada Emergent Fidelity Technologies Ltd, da qual Bankman-fried é o único diretor e proprietário majoritário.

O anúncio parece ter proporcionado aos investidores da Robinhood algum alívio de curto prazo, depois que o preço das ações atingiu uma nova mínima histórica de US$ 7,73 em 12 de março, apenas um dia depois que a corretora revelou que sua receita de transações de criptomoedas caiu 39% ao longo do ano (YOY).

A Robinhood vem dando passos significativos no mercado de criptomoedas, já que a receita das negociações relacionadas a ações caiu drasticamente. Atualmente, a Robinhood fornece aos usuários recursos de negociação de criptomoedas, colocando-a em concorrência imediata com outras exchanges de criptomoedas baseadas nos EUA, como Coinbase e Gemini.

De acordo com o relatório do primeiro trimestre de 2022 da Robinhood, aproximadamente 18% de sua receita líquida do primeiro trimestre veio de transações relacionadas a criptomoedas. No entanto, a receita baseada em transações de criptomoedas diminuiu 39% no comparativo anual para US$ 54 milhões, em comparação com US$ 88 milhões no primeiro trimestre de 2021.

Em abril do ano passado, a Robinhood anunciou planos de expansão para a corretora de criptomoedas comprando a empresa de criptomoedas Ziglu, sediada no Reino Unido.

No início deste mês, a Robinhood também lançou sua carteira de criptomoedas altamente antecipada para dois milhões de usuários em lista de espera, delineou planos para integrar a Lightning Network e listou Shiba Inu (SHIB) após meses de campanha de seus apoiadores.

VEJA MAIS:

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Fonte: cointelegraph.com.br