Ações da B2W têm alta de 7,7% após aprovação de fusão; Lojas Americanas derrete 5%


Pela proposta de fusão, o acionista da Lojas Americanas, titular de uma ação ordinária ou de uma ação preferencial, recebe 0,18 ação ordinária da B2W (Imagem: Divulgação)

As ações da B2W (BTOW3) fecharam em alta nesta quinta-feira (29), impulsionadas pela notícia de que os conselhos de administração da companhia e de sua controladora Lojas Americanas (LAME3;LAME4) aprovaram a proposta de combinação de negócios entre as duas empresas.

Com isso, os papéis de B2W subiram 7,69%, negociados a R$ 68,33.

As ações da Lojas Americanas, por outro lado, mostravam quedas de 2,74% (ordinárias) e 5,17% (preferenciais).

Pela proposta, o acionista da Lojas Americanas, titular de uma ação ordinária ou de uma ação preferencial, recebe 0,18 ação ordinária da B2W. Com isso, a B2W vai emitir 39.355.391 ações ordinárias para os acionistas da Lojas Americanas.

Corona Day: Após 1 ano, quais as lições aprendidas sobre o Bitcoin?

O acervo a ser cindido pelas Lojas Americanas para a B2W corresponde a 100% dos ativos físicos e 57% da fintech Ame Digital, representando um valor de R$ 6,27 bilhões. Com a conclusão da operação, a B2W terá o nome trocado para Americanas.

A Lojas Americanas seguirá existindo por meio do controle da B2W. As ações de ambas as empresas também continuarão listadas na B3.

A Lojas Americanas disse que estuda a listagem nos Estados Unidos de uma empresa que teria participação direta na nova companhia a ser formada no processo de fusão. A empresa listada ganharia o nome de Americanas Inc.

As empresas estimam que a criação da Americanas Inc, bem como sua listagem no exterior, poderia ocorrer no início de 2022.



Source link

Comments (No)

Leave a Reply