A China está prestes a reverter a proibição da mineração de Bitcoin?


Há poucos dias alguns influenciadores relacionados às criptomoedas no Twitter começaram a circular rumores de que a China estava prestes a revera proibição sobre a mineração de criptoativos depois que o Bitcoin atingiu novas máximas na semana passada.

Como foi bem documentado, a proibição da mineração de Bitcoin na China causou um êxodo de mineradores para fora da China, que já controlava mais de 50% do hashrate global de Bitcoin do Bitcoin. A saída da mineração intensiva da China representaria uma perda da ordem de US$ 1 trilhão para China.

Segundo Colin Wu, que assina a newsletter WuBlockchain, há rumores que indicam que o governo central chinês pode reverter a proibição em breve. Mas há fundamento nos boatos?

Em primeiro lugar, em 21 de outubro, a Comissão de Reforma e Desenvolvimento Nacional da China declarou que acrescentaria “mineração de moeda virtual” à sua lista de indústrias eliminadas após solicitar a opinião pública; quando uma indústria é adicionada à lista, ela efetivamente deixa de existir no continente China.

Embora a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China pareça um pouco deslocada na atual economia de mercado do país, sua palavra continua vinculativa.

A comissão lançou pela primeira vez a mineração de moeda virtual para a lista em 2019, mas depois de solicitar opinião, a indústria foi retirada da lista final anunciada. Portanto, algumas pessoas pensam que a opinião pública poderia salvar a indústria novamente. Como é o caso do investidor e influenciador Zhu Su em um tweet recente.

Em 2020, a China assumiu um compromisso global com a neutralidade de carbono, e os legisladores chineses acreditam que a mineração de Bitcoin desperdiça energia em um cenário de escassez e prejudica seus esforços climáticos, uma de suas maiores prioridades políticas. A pressão política sobre a mineração de Bitcoin era muito menor em 2019, quando a opinião pública evitou uma repressão, do que é em 2021. E foi um pequeno número de mineiros em 2019 que conseguiu fazer lobby junto ao governo; a opinião pública mais ampla na China se opõe à mineração de Bitcoin porque ela não cria empregos e os mineradores não pagam impostos. Somando-se ao fato de que há uma escassez de energia na China no momento.

Em segundo lugar, a comissão publicou notícias de que os Estados Unidos ultrapassaram a China para se tornar o maior país minerador de Bitcoin. Isso significa que a comissão lamenta os eventos que levaram a isso? Segundo Colin Wu, há controvérsias.

Não se sabe ao certo, mas a probabilidade é muito baixa. A questão também pode ser interpretada de outro ângulo: alguns funcionários do governo chinês podem pensar que mais mineração de Bitcoin interromperia a neutralidade de carbono dos Estados Unidos e por conseguinte interromperia sua ordem financeira.

Assim, a amplificação desta notícia pode ser apenas uma forma de especulação que algo realmente factual. Além disso, esta notícia poderia simplesmente ser interpretada por chefes do governo chinês como significando que o país concluiu com sucesso a tarefa de combater a mineração de Bitcoins.

Deixando de lado os potenciais mal-entendidos, qual é o verdadeiro status da mineração de criptoativos na China agora? Segundo Wu, a situação é muito restritiva e há muita rigidez.

As inspeções foram filtradas até pequenos governos locais, que estão usando tecnologia de rede para localizar IPs de mineração. Um grande número de empresas de mineração foi dissolvida e estão se mudando para fora da China. E embora a pesquisa e o desenvolvimento de chips e máquinas de mineração de Bitcoin permaneçam na China por enquanto, a Bitmain anunciou que não venderá mais máquinas de mineração para usuários chineses.

Resumindo, a mineração de Bitcoin se tornou inimiga da neutralidade do carbono aos olhos da China. Segundo a mídia especializada chinesa: “A mineração de Bitcoin tem alto consumo de energia, alta poluição, alto dano e baixa produção. Só vai competir por energia preciosa e desperdiçar recursos enormes. ”

É claro que a indústria de mineração de Bitcoin da China, que já dominou o mundo, está prestes a se retirar totalmente do mercado, e é difícil imaginar seu retorno em um futuro próximo.

LEIA MAIS:

Direcione seus links para OKEx em artigos, blogs e vídeos, ou coloque anúncio em seu site. O melhor programa de afiliados está na OKEx com comissões de 60%, as mais altas do mercado.

Obtenha seu link agora na OKEx!



Fonte: cointelegraph.com.br

Comments (No)

Leave a Reply