3 criptomoedas sobem até 54% em 7 dias enquanto mercado de criptomoedas ensaia reação


Dados da plataforma de mapeamento do mercado de criptomoedas CoinMarketCap desta segunda-feira (27) indicavam alta de aproximadamente 5% na capitalização total de mercado do setor ao longo dos últimos sete dias, o que representou um aumento de US$ 914.8 bilhões para US$ 960,5 bilhões movimentados neste período. Embora tímido em relação às perdas recentes, o ingresso US$ 45,7 bilhões foi sentido positivamente em maior grau por algumas criptomoedas, que chegaram a acumular ganhos em torno de 54% no período. 

Trocado de mãos por volta dos US$ 52 e com baixa de cerca de 6% em 24 horas,  o Compound (COMP), um protocolo de empréstimo de finanças descentralizadas (DeFi) que possibilita aos investidores a obtenção de lucros por meio de diversos pools suportados pela plataforma, registrava alta de aproximadamente 54% nos últimos sete dias. 

Gráfico de sete dias do par COMP/USD. Fonte: CoinMarketCap

Outra recuperação destacada pelos gráficos foi a da Yearn.finance (YFI), negociada pouco acima dos US$ 6,6 mil, com alta em torno de 34% em relação aos cerca de US$ 4,9 mil pelos quais a criptomoeda era negociada há uma semana, embora o token da plataforma de automação DeFi, direcionada a maximilzar os lucros de renda passiva de yield farming, registrasse baixa de pouco menos de 5% nas últimas 24 horas. 

Gráfico de sete dias do par YFI/USD. Fonte: CoinMarketCap

Em queda diária mais acentuada, cerca de 13%, o Function X (FX), token de governança de um ecossistema descentralizado de fornecimento de contratos de agregação de ativos, pontes de contratos inteligentes da rede Ethereum (ETH) e suporte on-ramp para seus usuários, era negociado pouco abaixo dos US$ 0,24 e com alta de quase 40% no acumulado dos últimos sete dias. 

Gráfico de sete dias do par FX/USD. Fonte: CoinMarketCap

Na contramão da maioria dos especialistas, que apontam para um período de baixa prolongado e, inclusive, mais perdas no mercado de criptomoedas, Nicholas Merten, um trader veterano que antecipou o mergulho do Bitcoin (BTC) em novembro do ano passado, também contrariando a euforia altista da ocasião, apontou o ‘fim do sofrimento’ e 5 altcoins reagindo com o BTC chegando ao fundo do poço, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

LEIA MAIS:

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!





Fonte: cointelegraph.com.br